Alonso diz que polêmica das ordens de equipe está no passado

quinta-feira, 9 de setembro de 2010 13:05 BRT
 

Por Alan Baldwin

MONZA, Itália (Reuters) - O piloto da Ferrari Fernando Alonso tentou enterrar a polêmica sobre as ordens de equipe da escuderia no GP da Alemanha de julho e disse, nesta quinta-feira, que uma eventual conquista do título mundial terá o mesmo valor para ele.

Perguntado antes do Grande Prêmio da Itália deste fim de semana se estava aliviado com a decisão da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) de não aplicar nenhuma punição adicional à Ferrari pelo episódio em Hockenheim, o espanhol desdenhou.

"Isso é algo que está no passado para a gente, e agora precisamos nos concentrar em Monza", disse o bicampeão mundial. "Já falamos muito sobre isso."

"Estou contente por saber que a FIA vai estudar as regras e tentar esclarece-las. Não tenho nenhum sentimento especial, nada a dizer", acrescentou.

"Estávamos esperando por uma decisão e iríamos respeitá-la qualquer que fosse... respeitamos a decisão, continua tudo como estava, os pontos e etc, então nada mudou para a gente."

Fiscais da prova de Hockenheim multaram a Ferrari em 100 mil dólares por terem considerado que a equipe mandou o brasileiro Felipe Massa dar passagem para seu companheiro Alonso vencer a prova, mas uma reunião do Conselho Mundial de Automobilismo da FIA decidiu por unanimidade não impor nenhuma punição adicional.

A decisão é um alívio para Alonso, cujas esperanças de título poderiam estar terminadas se a FIA optasse por punir o espanhol, que está em quinto lugar na classificação, a 41 pontos do líder Lewis Hamilton, da McLaren.

Perguntado se uma eventual conquista do título este ano teria o mesmo sentimento em relação aos dois outros anteriores, Alonso não hesitou: "Sim. Quando você conquista o título, você conquista o título."