Williams apoia Ferrari contra veto a jogo de equipe

sexta-feira, 10 de setembro de 2010 20:29 BRT
 

Por Alan Baldwin

MONZA (Reuters) - A Williams saiu em defesa da rival Ferrari numa audiência nesta semana, porque a equipe inglesa é contra a atual proibição ao "jogo de equipe" na Fórmula 1, disse o dirigente Frank Williams na sexta-feira.

A equipe italiana foi multada em 100 mil dólares por ter ordenado que Felipe Massa desse passagem ao companheiro Fernando Alonso no GP da Alemanha deste ano, em julho.

Na audiência de quarta-feira, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) decidiu não impor nenhuma punição adicional à Ferrari, em parte graças às cartas de apoio da Williams e da Sauber, que usa motores da Ferrari.

No caso da Williams, a motivação é menos óbvia - especialmente tendo Rubens Barrichello como um dos seus pilotos atuais.

Quando corria pela Ferrari, Barrichello sofreu repetidamente com as ordens da equipe para beneficiar o então companheiro Michael Schumacher.

"Escrevemos aquilo porque fomos sinceros", disse Williams a jornalistas às vésperas do GP da Itália, em Monza, a "casa" da Ferrari.

"Não somos amigos da Ferrari, mas simplesmente achamos que uma proibição total do jogo de equipe é desnecessária. Apoiamos não necessariamente a manobra da Ferrari, mas o princípio de as ordens da equipe serem permitidas."

A ex-campeã Williams, que não vence uma corrida desde 2004 e está longe da briga pelo título, tem muita experiência em lidar com pilotos de egos conflitantes.   Continuação...