Mourinho descarta treinar Portugal agora

sexta-feira, 17 de setembro de 2010 13:04 BRT
 

MADRI (Reuters) - José Mourinho não aceitará uma oferta para assumir temporariamente o comando da seleção de Portugal para as partidas do mês que vem das eliminatórias da Eurocopa de 2012, disse o técnico do Real Madrid na sexta-feira.

Mourinho foi procurado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) que lhe perguntou se ele assumiria a seleção para as partidas contra a Dinamarca, no dia 8 de outubro, e contra a Islândia, quatro dias depois.

O treinador afirmou em entrevista coletiva no centro de treinamento do Real Madrid na sexta-feira que não poderia aceitar a oferta, pois acredita que o clube não reagiria bem à sua ausência.

"Por orgulho pessoal e paixão por Portugal, não poderia dizer não. Mas não posso dizer sim, também", comentou.

"Tenho a sensação de que, no mundo do Real Madrid, isso teria interpretado de forma negativa."

"Teria de haver concordância total, e não acho que isso vá acontecer. O Real Madrid tem todo o direito de tomar a decisão que tomaram. Para mim o assunto está encerrado."

Portugal demitiu o técnico Carlos Queiroz neste mês, após o treinador ser suspenso por seis meses por ofender um agente responsável pelo exame antidoping antes da Copa do Mundo. Os dirigentes portugueses ainda não indicaram um sucessor.

Portugal teve um início de campanha ruim nas eliminatórias da Eurocopa, empatando em 4 x 4 com o Chile e perdendo de 1 x 0 para a Noruega.

(Reportagem de Iain Rogers)

 
<p>T&eacute;cnico do Real Madrid, Jos&eacute; Mourinho, durante coletiva de imrpensa em Madri. Mourinho disse que n&atilde;o aceitar&aacute; uma oferta para assumir temporariamente o comando da sele&ccedil;&atilde;o de Portugal para as partidas do m&ecirc;s que vem das eliminat&oacute;rias da Eurocopa de 2012. 17/09/2010 REUTERS/Susana Vera</p>