Jogos da Commonwealth na Índia podem ser alvo de boicotes

sábado, 25 de setembro de 2010 11:04 BRT
 

Por Krittivas Mukherjee

NOVA DELI (Reuters) - O chefe da Federação dos Jogos da Commonwealth disse no sábado que ainda havia muito trabalho a ser feito, em meio à apreensão sobre a segurança antes do início do evento na Índia na semana que vem, mas afirmou que os jogos vão acontecer e todos os países enviarão seus atletas.

Vários atletas anunciaram sua desistência do evento, que vem enfrentando problemas de acomodações inadequadas, construções precárias e temores de segurança. O governo da Índia está correndo contra o tempo para garantir que tudo esteja pronto antes da abertura, em 3 de outubro.

"Ainda há muito trabalho a ser feito e ainda não acabou," disse Michael Fennell, chefe da Federação dos Jogos da Commonwealth, no dia em que visitou a Vila dos Jogos.

"A grande preocupação é a segurança dos atletas e autoridades. Haverá plena participação nos Jogos. Todos os 71 países comparecerão."

Os Jogos, realizados a cada quatro anos para as antigas colônias do Reino Unido, custarão cerca de 6 bilhões de dólares. A terceira maior economia da Ásia foi escolhida para os Jogos em 2003, mas não começou os preparativos até dois anos atrás.

A Índia esperava usar os Jogos para exibir sua crescente influência mundial e política, rivalizando com a vizinha China, que realizou Jogos Olímpicos espetaculares em Pequim em 2008.

No entanto, os Jogos se tornaram uma fonte de embaraço para a maior democracia do mundo, uma vez que projetos de infraestrutura foram realizados em um ritmo lento em meio uma economia desaquecida.