26 de Setembro de 2010 / às 14:28 / em 7 anos

Brilhante, Alonso segura Vettel e vence em Cingapura

Por John O‘Brien

<p>O espanhol Fernando Alonso comemora no p&oacute;dio ap&oacute;s vencer o Grande Pr&ecirc;mio de Cingapura ao lado do australiano Mark Webber, 26 de setembro de 2010. REUTERS/Russell Boyce</p>

CINGAPURA (Reuters) - Fernando Alonso, da Ferrari, defendeu-se do ataque de Sebastian Vettel, da Red Bull, para vencer o GP de Cingapura, neste domingo, e aumentou suas chances de conquistar seu terceiro título da Fórmula 1.

O líder do campeonato, Mark Webber, também da Red Bull, terminou em terceiro e ampliou sua vantagem de cinco para 11 pontos na classificação geral com apenas quatro provas restando para o final da temporada.

O australiano mais uma vez teve sorte ao sair intacto da colisão com Lewis Hamilton, da McLaren, que abandonou a corrida após o acidente.

Webber tem 202 pontos, o espanhol Alonso agora está em segundo com 191, depois de duas vitórias seguidas, em Monza e Cingapura, e Hamilton ocupa o terceiro lugar com 182 pontos.

Vettel está na quarta colocação na classificação geral com 181 pontos e o atual campeão mundial, Jenson Button, na quinta, com 177.

Meros 25 pontos, quantia que recebe quem vence, separa os cinco primeiros colocados do campeonato.

Alonso venceu a prova inaugural em Cingapura pela Renault, em 2008, que foi marcada pelo escândalo depois que se ficou sabendo que seu então companheiro de equipe, o brasileiro Nelsinho Piquet, bateu deliberadamente no muro para forçar a entrada do safety car e ajudar o espanhol a vencer.

O safety car mais uma vez teve de entrar na pista, mas Alonso, que largou agressivamente na pole position, teve um desempenho brilhante para segurar Vettel por 61 voltas no circuito de Marina Bay.

Depois de duas horas duelando pelas ruas e uma última volta de tirar o fôlego, o bicampeão do mundo cruzou a linha de chegada apenas 0,2 milésimos à frente do alemão, que havia se classificado ao seu lado na primeira fila.

Largando do quinto lugar, Webber foi o grande vencedor do dia depois de apostar em um pit stop precoce, enquanto o safety car estava na pista depois de apenas três voltas, e brigar para se recuperar na prova conquistando um merecido terceiro lugar no pódio.

Hamilton foi o grande perdedor, com três abandonos em quatro corridas.

O britânico achou que havia ultrapassado Webber na curva sete depois da segunda entrada do safety car, mas foi imprensado pelo australiano e saiu da prova.

“Não tenho certeza do que aconteceu”, disse ele. “Ele estava no meu ponto cego, então, eu nem sabia que ele ainda estava lá.”

“Tudo o que sei é que entrei, não vi ninguém ao meu lado e a próxima coisa que notei foi o meu pneu estourado, e foi isso.”

A corrida terminou com um episódio bizarro com Heikki Kovalainen apagando o fogo de sua Lotus ao lado da pista.

Com fumaça e chamas atrás de si, o finlandês saltou do carro e pegou um extintor através da tela de arame para ele mesmo apagar o incêndio enquanto os outros carros passavam por ele.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below