Fifa diz estar vencendo batalha contra transferências de menores

quarta-feira, 29 de setembro de 2010 11:15 BRT
 

Por Brian Homewood

BERNA (Reuters) - A Fifa acredita estar vencendo a batalha contra as transferências não autorizadas de jogadores adolescentes graças a um novo sistema de registro de atletas.

Clubes africanos e sul-americanos apresentam recorrentes reclamações contra times europeus que buscam jovens promessas antes mesmo de serem conhecidos em seus países.

Mas a Fifa afirmou que esse tipo de abordagem será reduzido significativamente com um novo sistema de registro de transferência que será implantado globalmente a partir de sexta-feira.

O novo sistema, no qual as transferências internacionais serão registradas eletronicamente e não mais por papel, foi desenvolvido para dar controle total às autoridades do esporte sobre os movimentos dos jogadores.

Para se finalizar uma transferência, o clube comprador e o clube vendedor devem incluir uma série de informações no sistema via Internet, incluindo o valor da transferência, o salário do jogador, o agente ou advogado envolvido e a duração do contrato. O dinheiro obrigatoriamente precisa ser transferido entre contas bancárias.

No caso de jogadores com menos de 18 anos, as transferências de atletas profissionais e amadores serão registradas.

A Fifa começou a fase de testes do novo sistema há um ano, e o diretor jurídico da entidade, Marco Villiger, disse que nesse período foram apresentadas 921 solicitações para transferências de menores de idade, das quais 747 foram autoridades e 174 vetadas.

"Esse é um grande passo, que prova a eficiência do sistema", disse ele.