São Paulo estará pronta para abertura da Copa-2014, diz ministro

terça-feira, 5 de outubro de 2010 14:30 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO (Reuters) - A realização do jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014 acontecerá em São Paulo desde que o governo do Estado e a prefeitura ajudem o Corinthians na ampliação do estádio que será construído em Itaquera, disse o ministro do Esporte, Orlando Silva, nesta terça-feira.

O projeto inicial apresentado pelo Corinthians prevê a construção de uma área com capacidade para 48 mil pessoas, mas a Fifa exige uma capacidade mínima de 60 mil lugares para o jogo inaugural do Mundial.

"São Paulo vai fazer o seu dever de casa. Não é possível que a maior cidade do Brasil não consiga estruturar um estádio de futebol para participar de um evento como a Copa do Mundo", disse o ministro a jornalistas.

"A cidade de São Paulo não ter essa infraestrutra seria inexplicável. Tenho certeza que o governo de Estado e prefeitura vão dar o suporte necessário ao Corinthians," acrescentou.

O Estado de São Paulo havia proposto inicialmente o estádio do Morumbi para ser utilizado na Copa, mas problemas de garantias financeiras para as obras de adaptação aos padrões da Fifa inviabilizaram a utilização do estádio do São Paulo Futebol Clube.

Além de São Paulo, cidades como Belo Horizonte, Brasília e Salvador também pleiteiam a realização do jogo de abertura.

De acordo com o ministro, as autoridades paulistas podem ficar responsáveis por estruturas temporárias que aumentariam a capacidade do estádio para o mínimo exigido pela Fifa para a abertura.

"O prefeito Gilberto Kassab nos assegurou que o estádio de São Paulo na Copa será o estádio que o Corinthians vai construir", disse.   Continuação...

 
<p>Ministro de Esportes, Orlando Silva, participa de coletiva de imprensa no Rio de Janeiro em 2009. A realiza&ccedil;&atilde;o do jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014 acontecer&aacute; em S&atilde;o Paulo desde que o governo do Estado e a prefeitura ajudem o Corinthians na amplia&ccedil;&atilde;o do est&aacute;dio que ser&aacute; constru&iacute;do em Itaquera, disse o ministro nesta ter&ccedil;a-feira. 02/10/2009 REUTERS/Pawel Kopczynski</p>