Estádios da Copa da África não serão elefantes brancos--Jordaan

quarta-feira, 6 de outubro de 2010 14:39 BRT
 

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - A África do Sul não planeja demolir nenhum dos estádios utilizados na Copa do Mundo e nenhum deles ficará como elefantes brancos, disse o diretor- executivo da organização do torneio, Danny Jordaan, nesta quarta-feira.

Jordaan, falando durante uma conferência de negócios e futebol no estádio Stamford Bridge, do Chelsea, disse que dos 10 estádios que receberem jogos durante o Mundial, oito serão bastante utilizados em jogos de futebol e rúgbi.

"Para a África do Sul, alguns desses estádio serão um desafio", admitiu. Mas Jordaan acrescentou: "O fato de termos o futebol e rúgbi usando os mesmos estádios -- por exemplo os All Blacks (Nova Zelândia) jogaram com o Springboks (África do Sul) no Soccer City e 92 mil pessoas estiveram presentes -- mostra que para 80 por cento dos estádios não haverá problema", afirmou.

"Um ou dois estádios podem ter dificuldade de serem sustentáveis", acrescentou o dirigente, citando as arenas de Polokwane e Nelspruit, que receberem apenas jogos da primeira fase da Copa, como as duas com eventuais problemas para o futuro.

Depois, Jordaan disse à Reuters: "Eles não vão se tornar elefantes brancos, mas terão desafios. Porém, esses desafios podem ser cumpridos. Ao contrário de algumas reportagens, não há planos de demolir nenhum estádio."