Organização garante que circuito da Coreia estará pronto para F1

quinta-feira, 7 de outubro de 2010 11:35 BRT
 

Por Jeremy Laurence

SEUL (Reuters) - Os engenheiros que correm contra o tempo para terminar as obras do circuito para o primeiro Grande Prêmio da Coreia do Sul de Fórmula 1 acreditam que a pista receberá a luz verde da FIA para a corrida, disseram os organizadores nesta quinta-feira.

O chefe comercial da F1 Bernie Ecclestone disse no mês passado que a inspeção final da pista ficou de ser realizada perigosamente tarde, e que a prova poderia ser cancelada -- uma perspectiva que aterrorizou os sul-coreanos num momento em que o país tenta se consolidar como um gigante dos carros.

A corrida da Coreia do Sul está prevista para o dia 24 de outubro, e a inspeção final já foi adiada várias vezes pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) enquanto os organizadores locais correm para terminar as obras.

O diretor de provas da FIA, Charlie Whiting, vai visitar o circuito na segunda-feira, dia seguinte ao GP do Japão e menos de duas semanas antes da corrida sul-coreana.

"Estamos nos estágios finais, mas vamos terminar antes da prova", disse o chefe da organização local, Peter Baek. "Está tudo no prazo e tudo estará pronto."

O cancelamento da prova teria um grande impacto na disputa pelo título mundial. Cinco pilotos estão separados por 25 pontos, e o máximo de 100 pontos está em disputa, considerando-se que a prova na Coreia do Sul seja realizada.

No entanto, seria uma boa notícia para o australiano Mark Webber, da Red Bull, líder do campeonato por 11 pontos.

Se a corrida for realizada, os organizadores enfrentam outro prospecto negativo: o desinteresse dos sul-coreanos pela Fórmula 1.

A cobertura da prova, que será realizada numa área rural a 400 quilômetros da capital, Seul, desperta pouco interesse da mídia local. Os organizadores se recusam a comentar sobre as vendas de ingressos.