Pato marca de novo e Brasil vence Ucrânia por 2 x 0

segunda-feira, 11 de outubro de 2010 17:36 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Alexandre Pato marcou seu terceiro gol em três jogos seguidos pela seleção brasileira para garantir a vitória por 2 x 0 sobre a Ucrânia em amistoso nesta segunda-feira, confirmando seu status de principal artilheiro da renovada equipe do técnico Mano Menezes.

O atacante de 21 anos, que foi deixado de fora da Copa do Mundo deste ano pelo então técnico Dunga, aproveitou um cruzamento da direita de Carlos Eduardo e acertou um chute forte de virada para marcar o segundo gol brasileiro, aos 18 minutos da etapa final do jogo disputado em Derby, na Inglaterra.

"Fico contente pelo gol e mais feliz ainda pelo resultado do jogo e pelo que a equipe demonstrou. Estou muito feliz aqui nesse grupo", disse após a partida o jogador do Milan, que agora tem quatro gols marcados pela seleção em 11 partidas.

A seleção brasileira abriu o marcador no primeiro tempo com o lateral-direito Daniel Alves, que, assim como Pato, balançou as redes também na vitória de sexta-feira por 3 x 0 sobre o Irã em outro amistoso. O jogador do Barcelona chutou de primeira, aos 25 minutos, após cruzamento do capitão Robinho.

Com a vitória sobre a Ucrânia, que jogou desfalcada de seu capitão e principal jogador Andriy Schevchenko, o Brasil de Mano Menezes manteve os 100 por cento de aproveitamento após três amistosos.

Na estreia do novo treinador, que assumiu a equipe após a eliminação nas quartas de final do Mundial de julho, o Brasil venceu os EUA por 2 x 0, com grande atuação da dupla do Santos Neymar e Paulo Henrique Ganso. Dessa vez, no entanto, os dois não foram convocados. Ganso está machucado, enquanto Neymar ficou fora após problemas de comportamento.

Mais uma vez o Brasil atuou com três atacantes -- Robinho, Pato e Carlos Eduardo --, com o meia do Corinthians Elias estreando como titular da equipe no meio-campo ao lado de Ramires e Lucas. Mano repetiu a formação defensiva das outras partidas, com Victor, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos, e o Brasil novamente não sofreu gol.

Considerado o adversário mais difícil até agora da nova seleção brasileira, a Ucrânia assustou o Brasil em apenas duas oportunidades: um gol anulado no primeiro tempo por falta clara em Lucas e um chute na trave de Volodymyr Polovyi cinco minutos após o intervalo.

Na maior parte do jogo o Brasil controlou a posse de bola, e passou a administrar a vantagem depois que abriu dois gols de frente. Assim como contra o Irã, Mano Menezes modificou bastante a equipe na etapa final, mas as entradas de Nilmar, André, Giuliano, Sandro e Wesley não alteraram o marcador.

No dia 17 de novembro a nova seleção brasileira terá seu primeiro grande teste, contra a arquirrival Argentina, em Doha, no Catar.

(Por Pedro Fonseca)

 
<p>Alexandre Pato comemora gol marcado na vit&oacute;ria de 2 x 0 do Brasil sobre a Ucr&acirc;nia em Derby. 11/10/2010 REUTERS/Darren Staples</p>