Murray vence e está na final do Masters de Xangai de tênis

sábado, 16 de outubro de 2010 11:58 BRT
 

Por Peter Simpson

XANGAI (Reuters) - Um Andy Murray renascido surpreendeu o argentino Juan Monaco em parciais de 6-4 e 6-1 neste sábado no Masters de Xangai de tênis e reservou um lugar na final.

O britânico quarto cabeça-de-chave, que busca seu segundo título de Masters nesta temporada após se recuperar de uma doença, assombrou Monaco com a precisão de seus golpes.

"Eu estava me sentindo bem. Fiz um game de serviço ruim no final do primeiro set. Só precisava me concentrar. Corri atrás de muitas bolas," disse Murray, que ainda não perdeu nenhum set no torneio.

Em várias ocasiões ele levou Monaco à rede para em seguida disparar backhands poderosos e lobs na linha de fundo, chegando a quebrar as cordas da raquete em um contragolpe.

Favorito da platéia, Murray levou uma hora e 25 minutos para derrotar seu ex-parceiro de treino, e na sequência irá enfrentar o sérvio Novak Djokovic ou o número três do mundo Roger Federer, que disputa a outra semifinal.

"Eu realmente gosto de jogar com Roger, não me importaria. É uma tremenda experiência todas as vezes," comentou Murray, que bateu o terceiro do ranking em agosto no Masters de Toronto.

"Novak está jogando muito bem. Na semana passada (no Aberto da China) ele não perdeu nenhum set, o mesmo esta semana. Terei que fazer uma partida maravilhosa para derrotá-lo", acrescentou.

Monaco havia enfrentado uma disputa de três horas e três sets contra o austríaco Juergen Melzer nas quartas de final um dia antes, mas disse que a exaustão teve um papel secundário contra o escocês.

"O que aconteceu? Do outro lado da rede estava Andy Murray, então foi difícil para mim", disse Monaco.