October 23, 2010 / 12:22 PM / 7 years ago

Schumacher é repreendido por bloquear Rubinho e recebe críticas

4 Min, DE LEITURA

<p>heptacampe&atilde;o mundial de F&oacute;rmula 1 Michael Schumacher ficou em nono lugar no grid de largada, enquanto que seu rival Sebastian Vettel conquistou a pole. 23/10/2010Toru Hanai</p>

Por Alan Baldwin

YEONGAM, Coreia do Sul (Reuters) - Comissários de prova repreenderam no sábado o heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher por bloquear o caminho do brasileiro Rubens Barrichello, seu ex-companheiro de Ferrari, durante o treino classificatório para o Grande Prêmio da Coreia do Sul.

O brasileiro reclamou depois da sessão que Schumacher, que retornou nesta temporada à Fórmula 1 aos 41 anos, com a equipe Mercedes, o atrapalhou em uma volta rápida.

Entretanto, a Mercedes rebateu e o chefe da equipe, Ross Brawn, que comandou a ambos nos tempos de Ferrari, afirmou que o brasileiro da Williams exagerou e tentou tirar proveito do incidente.

"Acho que os comissários tiveram uma análise correta de que o Rubens não estava em uma volta rápida", afirmou Brawn a repórteres depois de ouvir que Schumi manteria a nona posição no grid de largada na prova do domingo, com Barrichello em décimo.

"Acho decepcionante quando um piloto diz estar na sua melhor volta da sessão se não é verdade", afirmou. "Creio que precisamos ter um equilíbrio sobre o que ocorre nos treinos classificatórios, porque se os pilotos tentam ganhar posições causando punições aos seus adversários, não está correto."

Os comissários disseram em comunicado que, desconsiderando a opinião da Mercedes de que Barrichello não estava em uma volta rápida, Schumacher tem a responsabilidade de usar seus espelhos retrovisores e prestar atenção nas bandeiras de sinalização.

"Rubens é da opinião de que Michael é mal-educado e não dá a mínima sobre nada. E você pensa: 'quanto mais muda. (mais fica igual)'", afirmou um dos donos da Williams, Patrick Head, com um sorriso quando perguntado sobre o incidente.

Barrichello foi companheiro de equipe de Schumacher por seis anos na Ferrari e várias vezes teve de fazer um papel subserviente e obedecer as chamadas "ordens de equipe" em favor do alemão.

Eles já se envolveram em uma grande polêmica nesta temporada, quando Schumacher perdeu dez posições no grid de largada do GP da Bélgica depois de ter tentado jogar Rubinho contra o muro da reta dos boxes do GP da Hungria. Na ocasião, eles lutavam pelo décimo lugar.

Barrichello se negou a comentar a declaração de seu chefe de equipe dizendo que "aquele é o Patrick."

"Honestamente, na vida você precisa respeitar para ser respeitado", disse o brasileiro. "Tivemos problemas no passado e ainda estamos tendo problemas como na Hungria."

"Eu sou um cara muito calmo e tenho respeito pelo mais lento e pelo mais rápido. Todos nós cometemos erros. Ele veio pedir desculpas dizendo que a equipe não o alertou, mas ele tem espelhos retrovisores. Estou um pouco triste."

Reportagem adicional de Jack Kim

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below