October 25, 2010 / 1:30 PM / 7 years ago

Fifa promete "tolerância zero" com corrupção em escolha de sedes

3 Min, DE LEITURA

Por Brian Homewood

ZURIQUE (Reuters) - A Fifa prometeu agir com tolerância zero diante de comportamentos antiéticos no processo de seleção das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022, em resposta a comentários feitos pelo ex-secretário-geral da entidade a jornalistas disfarçados.

"A Fifa e seu comitê de ética estão comprometidos com tolerância zero diante de qualquer quebra do código de ética no processo de escolha", disse a Fifa em comunicado nesta segunda-feira.

"A Fifa e o comitê de ética estão determinados a proteger a integridade dos processos de escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022."

O jornal britânico The Sunday Times publicou uma gravação de Michel Zen-Ruffinen conversando com repórteres disfarçados sobre o processo de escolha das sedes, aumentando a controvérsia em torno do assunto.

Zen-Ruffinen, que foi secretário-geral de 1998 até 2002 -- quando deixou a entidade após criticar o presidente da Fifa Joseph Blatter -- pediu que seja realizada uma investigação externa sobre os supostos casos de corrupção.

Na semana passada, dois membros do comitê-executivo da Fifa foram suspensos provisoriamente por suspeita de terem vendido seus votos na eleição pelas duas sedes.

O nigeriano Amos Adamu e Reynald Temarii, do Taiti, foram suspensos de todas as atividades relacionados com o esporte por 30 dias enquanto o comitê de ética da Fifa investiga as acusações de que ambos teriam oferecido vender seus votos quando abordados por jornalistas do Sunday Times disfarçados como lobistas de um consórcio norte-americano.

A Fifa, que espera concluir sua investigação em meados de março, confirmou que vai incluir os comentários de Zen-Ruffenin nas investigações.

"A Fifa solicitou de imediato receber todos os documentos e possíveis provas que o jornal tenha em relação com esse caso, e vai analisar todo o material disponível.

A Fifa vai decidir no dia 2 de dezembro, em Zurique, as sedes do Mundial de 2018 e de 2022. As escolhas serão feitas pelos 24 integrantes do comitê-executivo da entidade.

Inglaterra, Rússia, Portugal/Espanha e Bélgica/Holanda disputam o direito de organizar a Copa de 2018. Os candidatos por 2022 são EUA, Japão, Coreia do Sul, Catar e Austrália.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below