Ronaldinho retorna à seleção para jogo com Argentina

sexta-feira, 29 de outubro de 2010 12:21 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ronaldinho Gaúcho está de volta à seleção brasileira pela primeira vez após 18 meses para o amistoso de novembro contra a Argentina.

O habilidoso meia-atacante do Milan, cujo último jogo pela seleção foi a vitória por 3 x 0 sobre o Peru em abril de 2009 pelas eliminatórias da Copa, foi convocado nesta sexta-feira pelo técnico Mano Menezes, numa lista que também inclui a volta do atacante do Santos Neymar, que ficou fora dos últimos jogos do Brasil após problemas disciplinares.

"A gente tem avaliado tudo que ele vem fazendo até agora, e entendemos que para esse momento podíamos pensar nele. Ele vem com uma sequência boa, é um jogador de referência e vai agregar valor à seleção brasileira", disse Mano sobre Ronaldinho, a quem assistiu em ação em duas partidas do Milan este mês durante uma giro pela Europa.

Com a volta de Ronaldinho, ao lado de seus companheiros de clube Robinho e Alexandre Pato, o técnico da seleção brasileira pretende reproduzir o esquema ofensivo do Milan na seleção em busca de melhorar o setor de armação das jogadas de ataque.

"A passagem da armação para o ataque é um setor que a gente precisa evoluir... No Milan, ele (Ronaldinho) joga mais centralizado, com três jogadores por trás e dois na frente. É o que penso para o posicionamento da seleção", afirmou o treinador, que já vem escalando o Brasil com três volantes e três homens de frente.

Ronaldinho, de 30 anos, que foi campeão do mundo com a seleção em 2002 e também esteve em 2006 mas ficou de fora da campanha na África do Sul este ano -- perdeu o brilho de seus tempos de Barcelona, mais ainda assim tem feito boas partidas pelo Milan desde o ano passado.

Mano, que conversou com o jogador enquanto esteve na Europa para apresentar a nova filosofia de trabalho da seleção, afirmou que não tem preocupação com as notícias sobre a agitada vida pessoal de Ronaldinho, desde que ele tenha o desempenho esperado dentro de campo.

"Não tenho preferência pelo cuidado pela vida fora de campo. Tenho preferência pelo futebol e pelo ambiente... Nunca vi o Ronaldinho com problema dentro de campo", disse Mano.

"O conceito que vai reger as avaliações é o seguinte: 'ele não vai ser comparado com outro jogador, ele vai ser comparado com ele mesmo. O Ronaldinho que queremos é o que aprendemos a gostar de ver", acrescentou.   Continuação...

 
<p>Ronaldinho brinca com a bola durante aquecimento antes de partida do Milan no Campeonato Italiano. REUTERS/Alessandro Garofalo</p>