Alonso diz que torce por vitórias de Massa no Brasil e Abu Dhabi

quinta-feira, 4 de novembro de 2010 16:05 BRST
 

Por Alan Baldwin

SÃO PAULO (Reuters) - O líder da Fórmula 1 Fernando Alonso disse na quinta-feira que espera ver seu companheiro de Ferrari Felipe Massa vencer as duas últimas provas da temporada.

Além de estar tentando ganhar o apoio de um dos públicos mais envolventes de toda a temporada no circuito de Interlagos, o espanhol também está pensando em seus próprios interesses na reta final da luta pelo título.

Alonso está 11 pontos à frente do australiano Mark Webber, da Red Bull, e com 21 pontos de vantagem para seu ex-companheiro de McLaren Lewis Hamilton. Se tiver os resultados a seu favor, ele pode conquistar o título já no domingo, em vez de ter que esperar até a prova final, em Abu Dhabi, no dia 14.

Sebastian Vettel, também da Red Bull, está 25 pontos atrás do líder, enquanto o atual campeão, Jenson Button, da McLaren, está apenas matematicamente na disputa, 42 pontos atrás do líder.

Massa, que já deixou Alonso ultrapassá-lo para vencer o polêmico GP da Alemanha deste ano, está fora da disputa pelo título, mas é sempre muito bom correndo em casa.

"Felipe normalmente é muito forte aqui", disse ele a repórteres. "Acho que a melhor coisa para nós e até para mim nos números dos campeonatos é termos uma vitória de Felipe aqui, porque isso tira 25 pontos dos outros, que é a grande diferença neste ano."

"São 25 pontos para o primeiro e 18 para o segundo. Do segundo para o terceiro e do terceiro para o quarto a diferença é muito pequena, o que pode me permitir manter a vantagem", acrescentou o piloto de 29 anos, que se sagrou campeão com a Renault em 2005 e 2006.

"A preocupação para mim são os 25 pontos, se algum dos concorrentes fizer os 25 pontos. Espero que Felipe possa ganhar essas duas corridas, porque isso será a melhor coisa para mim."   Continuação...

 
<p>L&iacute;der da F&oacute;rmula 1 Fernando Alonso disse esperar ver seu companheiro de Ferrari Felipe Massa vencer as duas &uacute;ltimas provas da temporada. REUTERS/Paulo Whitaker</p>