Após 14o lugar, Barrichello diz que deve seguir na Williams

domingo, 7 de novembro de 2010 19:04 BRST
 

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - Rubens Barrichello afirmou após o Grande Prêmio do Brasil deste domingo que deve permanecer na equipe Williams para o próximo ano.

Em sua 18a temporada na Fórmula 1, o piloto paulista não tem vaga garantida para 2011, mas, questionado se a tendência é que ele permaneça na Williams, ele respondeu: "É".

"Vocês vão saber na hora certa", disse ele a jornalistas, depois de ter terminado a prova de Interlagos na 14a colocação, o melhor brasileiro, uma posição acima de Felipe Massa.

A Williams não divulgou sua dupla de pilotos para o próximo ano, e há especulações de que Barrichello e Nico Hulkenberg, pole em Interlagos e oitavo na corrida, poderiam perder suas vagas para pilotos que trouxessem patrocínio para a equipe.

O piloto brasileiro, que nunca venceu em casa, disse que um problema com a roda traseira direita na parada dos boxes prejudicou sua corrida neste domingo.

"Se não fosse o problema do pit stop a gente poderia ter pensado em chegar em quinto ou sexto, esse era o objetivo", afirmou ele, reclamando da manobra de Jaime Alguersuari quando tentava fazer uma ultrapassagem.

"Ele fez o que vem fazendo com o pessoalzinho ali do bolo. Eu passei por fora, estava na frente, ele deixou o carro rolar, bateu no meu pneu dianteiro com a asa dele e furou meu pneu dianteiro, era uma corrida que não era para acontecer", acrescentou.

 
<p>Rubens Barrichello da Williams depois de sess&atilde;o de treino livre no GP do Brasil em Interlagos. Barrichello afirmou que deve permanecer na equipe Williams para o pr&oacute;ximo ano. 06/11/2010 REUTERS/Paulo Whitaker</p>