Torcida e Hanover prestam homenagem a Enke um ano após suicídio

quarta-feira, 10 de novembro de 2010 15:55 BRST
 

HANOVER, Alemanha (Reuters) - Torcedores e dirigentes esportivos prestaram uma homenagem ao ex-goleiro da Alemanha e do Hanover 96 Robert Enke nesta quarta-feira, um ano após sua morte.

Enke, de 32 anos, cometeu suicídio saltando na frente de um trem de alta velocidade no dia 10 de novembro de 2009, após vários anos lutando contra a depressão.

Em um dia frio e chuvoso, os torcedores se reuniram em uma pequena tenda próxima ao estádio do Hanover para escrever mensagens de recordação.

O técnico da seleção alemã, Joachim Loew, e o chefe da federação alemã, Theo Zwanziger, depositaram posteriormente uma coroa de flores perto de seu túmulo, acompanhados pela viúva Teresa e o presidente do Hanover, Martin Kind, em uma cerimônia fechada ao público.

"Robert Enke, um bravo goleiro da seleção alemã, tinha fraquezas. Devemos estar preparados para não tornarmos essas fraquezas em tabus, mas em vez disso retirá-las do silêncio", disse Zwanziger em comunicado.

Há um ano, mais de 50 mil torcedores compareceram ao funeral de Enke no estádio do Hanover, e outros milhares depositaram flores e velas do lado de fora da sede do clube.

A morte de Enke causou enorme comoção ao redor do país, e a viúva Teresa Enke criou uma fundação com o nome dele, dedicada ao estudo e tratamento da depressão.

(Por Karolos Grohmann)

 
<p>Dirigentes esportivos alem&atilde;es prestam homenagens ao goleiro Robert Enke, uma ano ap&oacute;s seu suic&iacute;dio. REUTERS/Lars Baron/Pool</p>