Fifa escolherá duas sedes de Copa pela primeira vez desde 1966

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 17:55 BRST
 

Por Mike Collett

ZURIQUE (Reuters) - A Fifa fará na quinta-feira algo inédito nos últimos 44 anos, ao anunciar simultaneamente as sedes de duas Copas do Mundo consecutivas.

Será apenas a terceira vez na história que isso acontece. Mas, ao contrário do que ocorreu em 1946 e 66, desta vez há vários candidatos a serem sede de cada torneio. Naquela época, a escolha cabia ao Congresso da Fifa, enquanto agora é atribuição do comitê executivo da entidade.

A eleição de quinta-feira, para os torneios de 2018 e 22, ainda ficará aquém do mega-anúncio de 1966, quando, em 7 de julho, faltando quatro dias para o início da Copa da Inglaterra, foram formalizadas no mesmo dia as sedes de 1974 (Alemanha Ocidental), 78 (Argentina) e 82 (Espanha).

Em 1946, quando a Fifa estava se reagrupando depois da Segunda Guerra Mundial, os delegados decidiram que a Copa de 1949 seria no Brasil, e que a de 1951 seria na Suíça. Depois, os torneios foram remarcados para 1950 e 54.

Em todos esses casos, os países escolhidos eram os únicos candidatos. Desta vez, a disputa é acirrada. Inglaterra, Rússia, Espanha/Portugal e Bélgica/Holanda concorrem a ser sede da Copa de 2018; Japão, Catar, Austrália, Estados Unidos e Coreia do Sul querem sediar o torneio em 2022.

Os candidatos ao torneio de 2022 apresentaram suas candidaturas na quarta-feira aos membros do comitê executivo, em Zurique. Os concorrentes a 2018 farão isso na quinta-feira. O resultado das duas votações deve ser anunciado simultaneamente, por volta de 13h (hora de Brasília) de quinta.

A escolha - que foi marcada por denúncias de corrupção e de conchavos na reta final - será transmitida ao vivo para 70 países, e deve ser assistida por dezenas de milhões de espectadores.