Putin diz que Rússia venceu batalha justa para sediar Copa

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010 22:01 BRST
 

Por Emma Thomasson

ZURIQUE (Reuters) - A Rússia ganhou uma batalha justa para sediar a Copa do Mundo de 2018, disse o primeiro-ministro do país, Vladimir Putin, nesta quinta-feira, rejeitando sugestões de que haja corrupção na Fifa.

"Estamos honrados em vencer esta luta justa e difícil", afirmou Putin em entrevista coletiva após viajar de Moscou para Zurique para comemorar a vitória da Rússia sobre as candidaturas de Inglaterra, Espanha/Portugal e Holanda/Bélgica.

"Obrigado por apoiar a Rússia. Juntos vamos deixar claro que o futebol apoia o jogo limpo, a tolerância, a honra."

Putin disse que tomou a decisão certa na quarta-feira de não ir a Zurique para a apresentação final da Rússia, e então os dirigentes da Fifa puderam decidir em paz após as acusações de corrupção da mídia britânica.

"Fiz isso por respeito. Havia uma campanha inaceitável... pessoas foram acusadas de corrupção, houve acusações sem fundamentos, sem justificativas", afirmou ele.

Na quarta-feira, Putin havia reclamado do que classificou como uma "competição sem escrúpulos" pela sede do torneio.

O processo de escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 foi atingido por acusações de corrupção e fraude.

A Fifa chegou a suspender dois membros de seu comitê executivo depois de acusações de que puseram seus votos à venda a jornalistas disfarçados, que realizavam uma reportagem para um jornal britânico.

 
<p>O premi&ecirc; russo, Vladimir Putin, fala a jornalistas ap&oacute;s o an&uacute;ncio da R&uacute;ssia com anfitri&atilde; da Copa do Mundo de 2018. Em Zurique, 2 de dezembro de 2010. REUTERS/Christian Hartmann</p>