Copa no Qatar pode acontecer em janeiro, diz Beckenbauer

sábado, 4 de dezembro de 2010 17:16 BRST
 

BERLIM (Reuters) - A Copa do Mundo de 2022 no Qatar poderá ser realizada em janeiro ou fevereiro para evitar as altas temperaturas dos meses de verão no país, disse neste sábado o membro do Comitê Executivo da Fifa, Franz Beckenbauer.

Beckenbauer, que venceu a Copa do Mundo de 1974 como capitão da Alemanha Ocidental e também como treinador da seleção do seu país em 1990, afirmou que realizar o evento durante o inverno seria uma alternativa.

As Copas do Mundo são tradicionalmente acontecem durante os meses de verão no hemisfério norte, ao final dos campeonatos nacionais do continente europeu.

O comitê do Qatar, que venceu Austrália, Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos na disputa pela sede do torneio, disse que vai implantar tecnologia de controle de temperatura no gramado em 27 C enquanto fora pode alcançar até 50 graus.

"Alguém pode pensar numa solução diferente", contou Beckenbauer ao jornal alemão Bild, no qual também trabalha como colunista.

"Em janeiro e fevereiro você tem confortáveis 25 graus lá. Planos para os maiores campeonatos terão que mudar para 2022 mas não seria um grande empecilho."

"Seria uma alternativa usar controle climático com grandes gastos para estádios e Fan Zones", acrescentou Beckenbauer, que deixará o cargo executivo na Fifa em março.

O Qatar, que nunca se classificou para uma Copa do Mundo, foi escolhido pela Fifa na última quinta-feira para sediar o torneio de 2022 e será o primeiro país árabe e do Oriente Médio a abrigar uma Copa.

Também será o menor país a receber uma Copa do Mundo.

A Fifa escolheu a Rússia como sede da Copa do Mundo de 2018 no mesmo dia e Beckenbauer teve uma longa oposição à escolha dupla da Fifa, recebendo severas críticas por tal posição.

"Foi um erro escolher as sedes de 2018 e 2022 no mesmo dia, mas agora já aconteceu. Eu ficaria feliz em deixar a decisão sobre 2022 para a próxima geração", disse Beckenbauer.