Ahmadinejad alimenta rumores sobre Maradona como técnico do Irã

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 09:54 BRST
 

TEERÃ (Reuters) - O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, sugeriu que o argentino Diego Maradona está sendo cotado para treinar a seleção nacional, disse um jornal iraniano nesta segunda-feira.

"Presidente Ahmadinejad: Maradona poderia ser o treinador da seleção" foi a manchete do jornal Ebtekar, junto a uma grande foto do ex-jogador, que treinou a seleção argentina na Copa do Mundo deste ano.

Numa cerimônia em homenagem a medalhistas iranianos dos recentes Jogos Asiáticos, Ahmadinejad confirmou que Maradona deve visitar o Irã em breve. "Quando questionado sobre os relatos a respeito de Maradona se tornar o novo técnico, ele balançou (positivamente) a cabeça", disse o jornal.

Maradona, de 50 anos, costuma alardear posições antiamericanas e é um admirador convicto de governos esquerdistas aliados ao Irã, como os de Cuba e da Venezuela. Ele também já declarou seu apreço por Ahmadinejad.

"Já conheci Fidel (Castro) e (Hugo) Chávez... Agora preciso conhecer seu presidente. Eu gostaria de conhecer Ahmadinejad", disse ele em 2007, ao enviar uma camisa autografada de presente ao Irã.

No mês passado, Maradona visitou a China, o que provocou especulações de que ele seria contratado pela seleção ou por um clube do país.