Webber disputou 4 últimas corridas do ano com fratura no ombro

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 16:42 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O piloto da Red Bull Mark Webber correu as quatro últimas provas da temporada da Fórmula 1 com um ombro fraturado, após ter sofrido um acidente de bicicleta na Austrália em outubro, disse a mulher do piloto nesta segunda-feira.

O australiano de 34 anos, que já tem um pino na perna em consequência de outro acidente ciclístico sofrido em 2008, revelou o incidente no livro "Up Front - 2010, a season to remember", publicado na Austrália este mês.

"Eu estava com um grande amigo meu. De repente, ele caiu bem na minha frente e eu não tinha para onde ir", explicou. "Sofri o que eles chamam de 'fratura de esquiador' no ombro direito."

Webber era o líder do campeonato quando sofreu o acidente, mas seu rendimento caiu a partir de então e ele terminou o campeonato em terceiro lugar. O título acabou com seu companheiro de equipe Sebastian Vettel.

A mulher de Webber, Ann Neal, disse à Reuters que Webber voltou à Austrália após o Grande Prêmio de Cingapura e foi andar de bicicleta nas montanhas pela primeira vez desde o acidente de 2008.

De acordo com ela, o piloto, que está agora na Austrália, não contou ao chefe da Red Bull, Christian Horner, sobre a microfratura e que apenas o seu preparador físico, Roger Cleary, e o médico da FIA, Gary Hartstein, sabiam do ocorrido.

"Ele continuou como estava", disse ela, minimizado a gravidade da lesão. "Ele sabia que podia guiar o carro, apenas precisava de alguns analgésicos. Nunca houve medo de que ele não pudesse competir."

Apesar da contusão, Webber terminou em segundo numa dobradinha da Red Bull no Japão.

Nas provas seguintes, ele abandonou na Coreia do Sul após rodar na pista molhada e ficou novamente em segundo no Brasil, atrás de Vettel, numa corrida em que acusou a Red Bull de ajudar seu companheiro de equipe.

Enquanto Vettel venceu a prova final da temporada em Abu Dhabi, o australiano terminou em oitavo.