Petros administrará fundo voltado a jogadores de futebol

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 23:56 BRST
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, anunciou nesta segunda-feira a criação de um fundo de pensão para atletas profissionais de futebol, que será administrado pela Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras.

A proposta do fundo é cuidar da aposentadoria dos jogadores de futebol e foi anunciado durante a entrega dos prêmios para os melhores do Campeonato Brasileiro.

Segundo Gabas, o fundo funcionará dentro das regras de previdência já existentes e o aporte de recursos será feito pelos atletas que aderirem.

"O jogador é que tem que fazer a adesão. O clube pode incentivar, mas o jogador, que é o participante do fundo", disse ele em entrevista à Reuters.

"Os recursos têm mobilidade e portabilidade, isso significa dizer que para onde ele (o jogador) for, ele manterá o seu fundo intacto. O que os clubes podem fazer para estimular é pagar parte da premiação em dinheiro e o restante depositar neste fundo", disse.

O presidente da Petros, Wagner Pinheiro, afirmou que a adesão mínima ao fundo será de 120 reais.

"É um fundo fechado, como outro qualquer. Espero que dê certo para que possamos ajudar os jogadores brasileiros. O clube coloca se quiser algum dinheiro, mas ele não está vinculado. Só o jogador", disse ele à Reuters.

Segundo o ministro e o presidente da Petros, o fundo já está constituído, e os jogadores já podem aderir imediatamente.   Continuação...