Renault se desculpa e aceita pagar indenização aos Piquet

terça-feira, 7 de dezembro de 2010 15:48 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A equipe Renault de Fórmula 1 pediu desculpas a Nelsinho Piquet e a seu pai, o tricampeão mundial Nelson Piquet, nesta terça-feira, e concordou em pagar uma indenização por difamação em consequência da manipulação do Grande Prêmio de Cingapura de 2008.

"É um pouco tarde na história, mas melhor tarde do que nunca", disse Nelsinho à Reuters por telefone após audiência na Alta Corte de Londres. "Eles se desculparam. Não é nada especial. Eles deveriam ter feito isso antes", acrescentou.

O piloto brasileiro esteve no centro de um dos maiores escândalos da história da Fórmula 1 após confessar à Federação Internacional de Automobilismo (FIA) no ano passado que foi obrigado pela equipe a bater de propósito num muro do circuito de Cingapura para favorecer seu então companheiro de equipe Fernando Alonso a vencer a corrida.

A ex-campeã mundial Renault, que foi condenada e ameaçada de exclusão do esporte pelo incidente, publicou em setembro um comunicado à imprensa em seu site em que acusava os brasileiros de terem mentido sobre o caso numa tentativa de extorsão.

Nelsinho foi demitido da Renault em julho do ano passado, antes de fazer a denúncia à FIA -- que ainda estava investigando o caso quando a Renault publicou o comunicado atacando os Piquet.

"A equipe aceita... que as afirmações feitas por Nelson Piquet Junior não eram falsas", disse a Renault em nota lida na Alta Corte de Londres e publicada no site da escuderia.

"A equipe também aceita que o senhor Piquet Junior e seu pai não inventaram essas acusações para tentar chantagear a equipe. Como resultado, essas sérias afirmações feitas no comunicado à imprensa eram totalmente falsas e infundadas, e nós as retiramos completamente", acrescentou a nota.

"Gostaríamos de nos desculpar sinceramente com o senhor Piquet Junior e seu pai pelo infortúnio e embaraço causados. Como marca da sinceridade de nosso pedido de desculpas e arrependimento, nós aceitamos pagar um valor significativo em indenização por difamação, assim como os custos deles, e nos comprometemos a nunca mais repetir essas acusações no futuro."   Continuação...

 
<p>Nelsinho Piquet e seu pai receber&atilde;o indeniza&ccedil;&atilde;o da equipe Renault. REUTERS/Jose Manuel Ribeiro</p>