Webber defende silêncio sobre fratura no ombro

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010 20:02 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O australiano Mark Webber defendeu seu silêncio sobre sua fratura no ombro nas últimas quatro provas da temporada deste ano da Fórmula 1, dizendo que sua equipe Red Bull não precisava saber disso.

O piloto, de 34 anos, revelou em um livro publicado neste mês na Austrália que fraturou seu ombro ao cair de uma bicicleta antes do Grande Prêmio do Japão, enquanto liderava o campeonato de pilotos.

O australiano, que encerrou o campeonato na terceira colocação, disse ter admitido a fratura apenas para seu fisioterapeuta e o médico da FIA.

"Um pouco de informação pode ser uma coisa perigosa", disse ele em seu site pessoal na Internet em resposta a reportagens nesta semana.

"Eu caí de uma bicicleta enquanto treinava entre as corridas em Cingapura e no Japão, e um raio-X revelou uma pequena fratura no meu ombro direito. Eu estava muito confiante que isto não afetaria meu desempenho no carro, e é por isso que eu não contei para ninguém".

"Não havia necessidade. O ombro não estava me causando um problema, então não havia necessidade de falar sobre isso para todos", acrescentou.

O chefe de equipe da Red Bull Christian Horner disse na segunda-feira que gostaria de ter sido informado sobre a fratura. "É obviamente desapontador que Mark não tenha dito nada", disse Horner.