Torcedores e polícia se chocam em Moscou

sábado, 11 de dezembro de 2010 16:42 BRST
 

Por Denis Sinyakov, Mikhail Voskresensky e Alfred Kueppers

MOSCOU (Reuters) - Vários torcedores saíram feridos de enfrentamentos com tropas do Ministério do Interior em Moscou neste sábado, que irromperam durante uma passeata em homenagem a um torcedor do Spartak Moscow morto uma semana atrás.

Diversos transeuntes, que pareciam pertencer a minorias étnicas do Cáucaso, também ficaram feridos depois de ser atacados pelos torcedores, disse uma testemunha da Reuters.

Milhares de jovens se reuniram no protesto sem permissão na Praça Manezh, perto do Kremlin, em lembrança de Yegor Sviridov, 28 anos, assassinado a tiros durante uma briga no noroeste de Moscou na noite de domingo.

Vários suspeitos, supostamente do Cáucaso, foram detidos.

Os manifestantes entoavam lemas nacionalistas como "Moscou é uma cidade russa" enquanto encaravam tropas usando armaduras e portando porretes.

Protestos políticos de pequena monta são relativamente comuns em Moscou, mas um agrupamento desta escala tão próximo do centro do poder russo é muito raro. Não houve comentários das autoridades até o momento.

Mais de mil torcedores do Spartak Moscow se reuniram no início deste sábado na parada de ônibus onde Sviridov foi morto. Eles depositaram echarpes com a frase "Spartak Ultras Moscou" perto de velas em um memorial improvisado em um banco.

A mídia russa relatou que Sviridov era membro do Spartak Ultras, um grupo ligado à violência de torcidas no passado.