Ronaldinho e Adriano se reencontram longe dos bons tempos

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010 11:11 BRST
 

Por Mark Meadows

MILÃO (Reuters) - Há poucos anos, o público lotaria estádios para assistir a Ronaldinho e Adriano em campo, mas no domingo os dois antigos ídolos do futebol brasileiro devem apenas se juntar aos espectadores do duelo entre o líder Milan e a Roma pelo Campeonato Italiano.

Preterido pelo técnico Claudio Ranieri na Roma, Adriano praticamente não jogou pelo clube em seu retorno à Itália, enquanto Ronaldinho permaneceu na reserva apesar das lesões dos outros atacantes do Milan Alexandre Pato e Filippo Inzaghi.

O sempre sorridente Ronaldinho está muito distante do auge de sua carreira no Barcelona, assim como Adriano é apenas sombra do atacante poderoso que encantou jogando por Inter de Milão e Parma.

A falta de espaço em seus clubes levou a uma série de especulações no Brasil sobre a volta de ambos ao país. Ronaldinho estaria na mira do Palmeiras, enquanto Adriano seria alvo do Corinthians -- apesar de estar na Roma há apenas seis meses.

O contrato de Ronaldinho com o Milan termina em junho, e por enquanto não há qualquer sinal de uma renovação, apesar de o técnico Massimiliano Allegri ter negado especulações de que poderia dispensar o jogador antes do fim da temporada.

"Ronaldinho pode ser útil para o time e vai permanecer pelo menos até junho", disse o técnico.

O ex-treinador do Cagliari, praticamente desconhecido fora da Itália até assumir o Milan nesta temporada, tem afirmado que nenhum ego pode ser maior que o clube, e tem deixando Ronaldinho repetidamente fora do time.

O atual trio de frente da equipe, formado por Zlatan Ibrahimovic, Robinho e Kevin Prince Boateng -- todos novos contratados -- marcou gols nas últimas duas vitórias da equipe e não devem perder suas posições.

A Roma, vice-campeã do ano passado, está atualmente em sexto, 10 pontos atrás do Milan.