Para Emirados Árabes, Catar fará Copa de 2022 sozinho

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010 14:39 BRST
 

Por Rex Gowar

ABU DHABI (Reuters) - O Catar vai organizar a Copa do Mundo de 2022 sozinho, sem dividir os jogos com seus vizinhos dos Emirados Árabes Unidos, afirmou nesta quinta-feira o presidente da federação de futebol dos EAU, Mohamed Khalfan al-Rumaithi.

"Ninguém saiu do Catar e veio perguntar 'vocês podem ajudar?'. Estamos contentes pelo Catar, eles conseguiram. Acredito que eles irão sozinhos", disse o presidente da federação dos Emirados Árabes Unidos à Reuters.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse recentemente que o Catar, o menor país a ser escolhido como sede de um Mundial da Fifa, poderia realizar alguns jogos em outros países do Golfo.

Numa entrevista coletiva em Abu Dhabi, onde acontece o Mundial de Clubes da Fifa, al-Rumaithi afirmou minutos antes: "Não fomos solicitados. O Catar ganhou uma competição justa, e hoje eu li a notícia que o senhor Blatter disse sobre o Catar decidir se deseja que a região participe."

"O que sabemos neste momento é que quando o senhor Blatter abriu o envelope (após a votação da sede da Copa em Zurique) estava escrito apenas Catar. Eles são nossos vizinhos, são nossos irmãos... Vamos acreditar no Catar."

Também há especulações sobre a mudança na data da Copa de junho para janeiro, devido ao intenso calor do verão no Catar.

O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, disse que a ideia foi levantada pelo ex-jogador e técnico alemão Franz Beckenbauer, e que poderia ser levada ao comitê executivo da Fifa.

"Por agora, esse não é o caso", disse Valcke. "É muito cedo para falar sobre uma possível mudança na proposta que o Catar apresentou e que foi escolhida pelos membros do comitê executivo."

Blatter vai conceder entrevista em Abu Dhabi na sexta-feira, véspera da final do Mundial de Clubes entre a Inter de Milão e o africano TP Mazembe.