Blatter pede desculpas por comentário sobre torcedores gays

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010 11:00 BRST
 

Por Rex Gowar

ABU DHABI (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, se desculpou nesta sexta-feira por dizer que os fãs gays do futebol deveriam "se abster de atividades sexuais" se pretendem ir à Copa do Mundo de 2022 no Catar.

Grupos em defesa dos direitos gays pediram ao chefe da entidade que controla o futebol mundial que pedisse desculpas ou renunciasse, depois dos comentários feitos nesta semana. A homossexualidade é considerada ilegal no Catar.

"Não entrarei em tal discussão, mas gostaria de dizer aqui que se eu atingi um grupo de pessoas no mundo ao fazer aqueles comentários, então eu me arrependo", disse Blatter em coletiva de imprensa.

"Não foi a minha intenção e nunca será minha intenção fazer qualquer discriminação, porque é exatamente o que nós (da Fifa) somos contra, portanto se alguém sentir que foi prejudicado, eu me arrependo e peço desculpas por isso."

O Catar foi escolhido este mês para sediar a Copa do Mundo de 2022, derrotando a Austrália, Estados Unidos, Japão e Coreia do Norte.