Milan precisa contratar Cassano para aumentar opções no ataque

domingo, 19 de dezembro de 2010 11:58 BRST
 

Por Mark Meadows

MILÃO (Reuters) - O líder do Campeonato Italiano AC Milan foi uma sombra do que costuma ser na derrota em casa por 1 x 0 contra a AS Roma, mas o intervalo da virada do ano pode oferecer uma chance de descanso e a contratação de Antonio Cassano da Sampdoria.

O atacante Zlatan Ibrahimovic, que estava carregando o time nas costas, pareceu exausto no estádio San Siro já que as contusões de Filippo Inzaghi e de Alexandre Pato significaram que o sueco teve de jogar todos os minutos dos jogos recentes do Milan.

"No segundo tempo, nós perdemos um pouco da nossa intensidade. É uma pena, o jogo estava sob controle", disse o técnico do Milan Massimiliano Allegri aos repórteres.

Ronaldinho, em conflito com o treinador, ficou no banco em nove jogos consecutivos do Campeonato Italiano, o que faz da contratação de Cassano antes do reinício do campeonato em 6 de janeiro uma prioridade, especialmente por Ibrahimovic estar suspenso para a partida contra o Cagliari, a equipe que Allegri treinava antes de assumir o time de Milão.

A Samp está disposta a vender o atacante italiano Cassano após a briga dele com o presidente do clube. Adriano Galliani, presidente do Milan, quer comprar o ex-jogador do Real Madri, mas quer ver o valor da venda de 5 milhões de euros (6.66 milhões de dólares) reduzido.

As negociações vão continuar no período das festas, mas poderiam ter sido feitas com mais calma se o Milan tivesse mantido o atacante Marco Borriello em vez de emprestá-lo para a rival AS Roma em agosto após Ibrahimovic chegar do Barcelona.

Borriello marcou o gol da vitória contra o seu ex-clube e as vaias que ele recebeu dos torcedores do Milan estavam também relacionadas com a irônica situação que o clube se encontra.

"Fiquei um pouco chateado com as vaias", disse Borriello para a Sky após a quinta colocada Roma ficar sete pontos atrás do Milan, que pode ver a sua liderança reduzida para três pontos se Juventus, Napoli ou Lazio vencerem no domingo. "Nós temos um elenco excepcional e sempre achei que a Roma tinha condições de vencer o título", acrescentou.