Putin presta homenagem a torcedor assassinado

terça-feira, 21 de dezembro de 2010 15:35 BRST
 

Por Gleb Bryanski

MOSCOU (Reuters) - O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, buscou acalmar torcedores de futebol na terça-feira colocando flores no túmulo de um torcedor cuja morte deflagrou a pior violência racial em Moscou desde o colapso da União Soviética.

O engenheiro Yegor Sviridov, de 28 anos, torcedor do Spartak de Moscou, morreu no dia 6 de dezembro, durante uma briga entre um grupo de russos e migrantes do Cáucaso do Norte, a região mais instável da Rússia.

Os suspeitos foram presos, mas todos, com uma exceção, foram soltos sob fiança, causando revolta na comunidade de torcedores.

Cerca de 7 mil torcedores radicais e nacionalistas reuniram-se em memória a Sviridov perto da Praça Vermelha no dia 11 de dezembro. Alguns deles atacaram pedestres de aparência não-eslava, assim como policiais. Mais de 30 pessoas ficaram feridas nos confrontos que duraram meia hora.

Putin foi até o túmulo de Sviridov na terça-feira, com um grupo de torcedores de Moscou e do Cáucaso do Norte, dizendo a eles que não se deixassem provocar pelos radicais.

"Os extremistas estão tentando se infiltrar no movimento de torcidas de futebol. Eles fazem isso em interesse próprio," afirmou Putin. "Peço a vocês que não deixem ninguém controlar e manipular vocês."