Henry e Anelka ainda não abriram mão do bônus da Copa

terça-feira, 21 de dezembro de 2010 15:59 BRST
 

Por Julien Pretot

PARIS (Reuters) - Thierry Henry e Nicolas Anelka ainda têm de abrir mão formalmente de seus bônus ligados à Copa do Mundo deste ano, informou a Federação Francesa de Futebol (FFF) na terça-feira.

O jornal francês Libération noticiou que os dois atacantes se recusaram a assinar os documentos em que estabeleciam a doação dos bônus, mas a FFF afirmou que não era esse exatamente o caso.

"Eles não responderam, mas não contestaram", disse o diretor de comunicações da FFF, François Manardo, à Reuters.

O presidente da federação, Fernand Duchaussoy, afirmou no mês passado que os jogadores franceses que participaram da Copa do Mundo doariam seus bônus, somando cerca de 3 milhões de euros (3,95 milhões de dólares), a clubes amadores.

Depois da eliminação da seleção francesa na primeira fase do Mundial da África do Sul, os jogadores prometeram abrir mão de uma parcela das receitas dos patrocinadores.

A campanha decepcionante da França na Copa do Mundo também incluiu uma greve de jogadores em protesto à decisão de expulsar Anelka da seleção por insultar o técnico Raymond Domenech.

O atacante do Chelsea Anelka foi banido por 18 partidas pela FFF.