Para Wenger, Arsenal soltou freio com vitória sobre Chelsea

terça-feira, 28 de dezembro de 2010 12:24 BRST
 

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, espera que a primeira vitória da equipe sobre o Chelsea em dois anos tenha soltado o freio de mão psicológico que vinha atrapalhando o avanço da equipe.

O triunfo confortável por 3 x 1 na segunda-feira encerrou uma sequência de cinco derrotas contra os rivais de Londres e deve dar aos Gunners a sensação de que poderão brigar pelo título inglês com o Manchester United na segunda metade da temporada.

"Dois anos atrás fomos superados pelo Chelsea, no ano passado sentimos que chegamos mais perto e neste ano fora de casa contra o Chelsea e contra o Manchester United saímos bastante frustrados, porque sentimos que estávamos no jogo e que não havia diferença real", disse Wenger a jornalistas.

"Talvez tenhamos jogado um pouco com o freio de mão puxado. Foi um processo vagaroso de aprendizado. (Cesc) Fábregas disse que jogamos um pouco com medo de perder. Foi um termo duro, mas talvez fosse algo que estivesse lá. Você não viu isso contra o Chelsea", completou.

A falta de consistência tem sido o problema do Arsenal nesta temporada, com a equipe já tendo sido derrotada cinco vezes, e Wenger sabe que todas as dúvidas voltarão a pairar sobre a equipe caso ele jogue mal contra o Wigan na quarta-feira.

"Sinto que amadurecemos nos dois últimos anos, mas este é um campeonato muito difícil de prever e temos de provar que podemos ser consistentes."

 
<p>T&eacute;cnico do Arsenal, Arsene Wenger, durante jogo contra o Newcastle United em outubro. Wenger espera que a primeira vit&oacute;ria da equipe sobre o Chelsea em dois anos tenha soltado o freio de m&atilde;o psicol&oacute;gico que vinha atrapalhando o avan&ccedil;o da equipe. 27/10/2010 REUTERS/David Moir/Arquivo</p>