FUTEBOL-Malásia comemora vitória na Copa Suzuki com feriado

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 12:52 BRST
 

KUALA LUMPUR (Reuters) - A Malásia comemorou uma vitória rara no futebol regional, declarando um feriado público, depois de derrotar a Indonésia numa final controversa que testou as relações entre os dois arqui-rivais.

Depois de vencer por 3-0 a partida do domingo disputada em casa e prejudicada por acusações de fraude, os malaios sofreram pressão enorme em Jacarta na noite de quarta-feira, perdendo por 2-1.

Mas a vitória agregada de 4-2 deu a Copa AFF Suzuki à Malásia pela primeira vez. O torneio acontece a cada dois anos e envolve dez equipes da Associação de Nações do Sudeste Asiático.

Na quinta-feira o primeiro-ministro malaio, Najib Razak, declarou o 31 de dezembro um feriado nacional, descrevendo o resultado como "a maior noite do futebol malaio".

O futebol tem torcedores fanáticos nos dois países. Cerca de 85 mil torcedores assistiram à primeira fase do torneio no estádio nacional de Kuala Lumpur, e um número semelhante acompanhou a partida em Jacarta.

Os jogadores malaios disseram que o ambiente que precedeu a partida em Jacarta foi "como uma guerra".

"Fomos para o estádio em veículos blindados", disse o capitão do time malaio, Safiq Rahim, segundo a mídia malaia.

A primeira fase do torneio foi prejudicada por acusações de que torcedores malaios teriam usado canetas a laser para projetar raios nos olhos dos jogadores da Indonésia, distraindo-os em momentos chaves. Em dado momento, os jogadores indonésios abandonaram o campo em protesto.

Malásia e Indonésia são países vizinhos e rivais regionais de longa data que já se desentenderam em torno de várias questões, entre elas fronteiras marítimas e legado cultural.

(Reportagem de Niluksi Koswanage em Kuala Lumpur e Chris White em Jacarta)

 
<p>Capit&atilde;o da Mal&aacute;sia, Safiq Bin Rahim (esq) com o trof&eacute;u da Copa Suzuki e seu colega Safee Sali, no aeroporto em Sepang, Mal&aacute;sia. A Mal&aacute;sia comemorou uma vit&oacute;ria rara no futebol regional, declarando um feriado p&uacute;blico. 30/12/2010 REUTERS/Bazuki Muhammad /Arquivo</p>