Sindicato de jogadores da Espanha fracassa em alterar calendário

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 15:40 BRST
 

MADRI (Reuters) - O sindicato dos jogadores espanhóis (AFE) anunciou na quinta-feira que entrará com um processo de milhões de euros por danos contra a liga profissional (LFP), depois de não conseguir alterar o calendário de cinco jogos da Liga previstos para domingo.

Um tribunal de Madri decidiu ser incapaz de solucionar a disputa do sindicato com a liga sobre as partidas no dia considerado feriado, segundo um acordo de 2008 entre as duas organizações.

De acordo com a lei espanhola, o caso deverá ir para um outro tribunal, disseram em um comunicado os juízes Ricardo Bodas, Manuel Poves e Enrique De No Alonso-Misol.

A decisão significa que as partidas de domingo - entre elas, Barcelona contra Levante e Valencia contra Espanyol - acontecerão como o planejado, e o fim da ameaça de adiamento.

O presidente do AFE, Luis Rubiales, disse a jornalistas que o tribunal manteve a essência da queixa do sindicato e que buscaria até 20 milhões de euros (26,5 milhões de dólares) da LFP, o equivalente à quantia que a liga disse que perderia se as partidas fossem adiadas.

"No passado, as coisas eram feitas da forma como a liga queria, mas agora isso acabou", disse Rubiales.

"Se eles (a LFP) fixaram a quantia que seria perdida caso não jogássemos no dia 2 em 18-20 milhões, então podemos pedir uma quantia semelhante", acrescentou ele.

Abdon Pedrajas, advogado do AFE, afirmou que o sindicato recomendará a seus membros para que joguem as partidas de domingo.

Entretanto, a decisão da corte estabeleceu que o acordo de 2008 que estabelece o dia 2 de janeiro como feriado violado e que o sindicato, portanto, buscaria uma compensação num tribunal relevante, acrescentou ele.

O importante é que haveria futebol no domingo, disse o presidente da LFP, José Luis Astiazaran.

"Eu parabenizo a todos, especialmente os diretores de clube que trabalharam duro para manter esse calendário, criado desde junho", disse ele a jornalistas.