December 31, 2010 / 3:44 PM / 7 years ago

Tiger Woods ainda é o golfista que ganhou mais em 2010

3 Min, DE LEITURA

<p>Tiger Woods reage duranre a rodada final do Chevron World Challenge em Thousand Oaks, Calif&oacute;rnia, 5 de dezembro de 2010.Danny Moloshok</p>

Por Mark Lamport-Stokes

LOS ANGELES (Reuters) - Tiger Woods chegou ao fim de mais um ano como o golfista mais bem pago do mundo, apesar de ter perdido 48 milhões de dólares depois de ver seu casamento desmoronar, seu jogo ser prejudicado e depois de não vencer um único torneio no ano.

O jogador americano, atual No. 2 mundial, comemorou seu 35o aniversário na quinta-feira e liderou a lista anual de 2010 da revista Golf Digest com ganhos totais de 74,2 milhões de dólares.

Desse total, apenas 2,29 milhões vieram de torneios. O restante foi acumulado fora dos campos, graças a publicidade e honorários por aparições públicas.

O também americano Phil Mickelson foi o segundo da lista, com ganhos totais de 40,18 milhões de dólares, seguido por Arnold Palmer (36 milhões), Greg Norman (30 milhões) e Jack Nicklaus (25,17 milhões).

Jim Furyk, que recebeu um bônus de 10 milhões de dólares por vencer o FedExCup da PGA Tour em setembro, foi o sexto da lista, com ganhos de 23,58 milhões de dólares no ano.

Outros golfistas incluídos entre os Top 50 são os sul-africanos Ernie Els (sétimo, com 21,5 milhões de dólares) e Gary Player (oitavo, 15,01 milhões), o britânico Lee Westwood (nono, 14,73 milhões) e o irlandês Padraig Harrington.

Os ganhos totais foram compilados pela Golf Digest por meio de entrevistas com agentes, jogadores, executivos de empresas patrocinadoras, analistas do setor e também as listas oficiais de dinheiro dos principais torneios profissionais.

Tiger Woods liderou em 2009 com espantosos 121,9 milhões de dólares, mas seus ganhos caíram em 2010 depois de ele se envolver em um escândalo sexual.

O 14 vezes campeão mundial passou boa parte de 2010 tentando sem êxito salvar seu casamento e também passando pela quarta mudança de estilo de jogo de sua carreira.

Seus problemas levaram empresas como a AT&T e a Accenture a encerrar seus contratos com o jogador, custando a Woods até 35 milhões de dólares em receita anual.

Ele encerrou sua temporada no PGA Tour sem um único título pela primeira vez desde que se tornou profissional, em 1996, e em 1 de novembro foi deposto como No. 1 mundial pelo britânico Lee Westwood.

Desde agosto, porém, quando ele se uniu ao treinador canadense Sean Foley, seu jogo vem melhorando constantemente, e ele ainda é a maior atração do golfe mundial.

Tiger Woods ainda recebe mais de 60 milhões de dólares por ano da Nike, Electronic Arts, Gillette da Procter & Gamble', a unidade NetJets da Berkshire Hathaway, a Tag Heuer da LVMH Moet Hennessy Louis Vuitton, a Upper Deck e a TLC Laser Vision Centers.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below