Blatter diz que criará comitê anti-corrupção para a Fifa

domingo, 2 de janeiro de 2011 12:36 BRST
 

BERNA (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse neste domingo que pretende criar um comitê anti-corrupção para policiar a entidade que controla o futebol mundial.

"Cuidarei disso pessoalmente, para garantir que não haverá corrupção na Fifa", disse ele em entrevista ao jornal suíço Sonntag Zeitung. "Esse comitê irá fortalecer nossa credibilidade e nos dará uma nova imagem em termos de transparência."

Segundo ele, o comitê seria composto de sete a nove membros "não apenas do esporte mas também da política, finanças, negócios e cultura." Blatter disse que não fará parte do comitê para garantir sua independência.

No ano passado, dois dos 24 membros do comitê executivo da Fifa foram suspensos por alegações de que teriam se oferecido para vender seus votos na disputa dos países que sediariam as Copas do Mundo de 2018 e 2022. Como resultado, eles estiveram ausentes na votação de dezembro, quando a Fifa elegeu a Rússia para sediar o torneio de 2018 e o Catar para 2022.

(Reportagem de Brian Homewood)

 
<p>Presidente da Fifa, Joseph Blatter, durante coletiva de imprensa em Abu Dhabi em dezembro. Blatter disse neste domingo que pretende criar um comit&ecirc; anti-corrup&ccedil;&atilde;o para policiar a entidade que controla o futebol mundial. 17/12/2010 REUTERS/Fahad Shadeed/Arquivo</p>