Chefe da Ferrari diz que cogitou demissão após erro em Abu Dhabi

terça-feira, 4 de janeiro de 2011 12:11 BRST
 

MILÃO (Reuters) - O chefe da equipe Ferrari, Stefano Domenicali, considerou pedir demissão do cargo após um erro de estratégia na última corrida da temporada de 2010, que custou o título mundial a Fernando Alonso.

O espanhol chegou à última corrida do ano em Abu Dhabi na liderança do campeonato, mas um pitstop no início da prova acabou colocando-o na sétima posição, enquanto o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, venceu a prova e ficou com o título.

"Perguntei a mim mesmo se era certo ficar. Parecia uma reflexão que eu tinha de fazer, uma reflexão responsável. Não estou apegado ao cargo", disse Domenicali ao jornal La Repubblica nesta terça-feira.

"No entanto, eu cheguei à conclusão de que me demitir seria um erro."

Ele disse que não temeu ser demitido, mas que não conseguiu dormir duas noites por conta de seu erro.

A Ferrari vai apresentar seu carro para a temporada 2011 no final de janeiro, após passar por vários testes de impacto no mês passado. Domenicali disse estar ansioso pelo começo do novo campeonato, após admitir que a Red Bull foi "objetivamente" mais rápida que sua equipe no ano passado.

"Conheço a equipe e acho que sou a melhor pessoa para capitalizar no que fizemos nesses últimos meses", disse. "De um ponto de vista metodológico, mudamos quase tudo em Maranello, e estou certo que veremos os resultados em breve."

(Reportagem de Mark Meadows e Alan Baldwin)

 
<p>Stefano Domenicali durante sess&atilde;o de treino para o GP da Hungria em Budapeste, em julho de 2010. O chefe da equipe Ferrari considerou pedir demiss&atilde;o do cargo ap&oacute;s um erro de estrat&eacute;gia na &uacute;ltima corrida da temporada de 2010, que custou o t&iacute;tulo mundial a Fernando Alonso. 30/07/2010 REUTERS/Max Rossi/Arquivo</p>