Flamengo anuncia contratação de Ronaldinho até 2014

terça-feira, 11 de janeiro de 2011 07:14 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ronaldinho Gaúcho está de volta ao futebol brasileiro e vai defender o Flamengo pelos próximos quatro anos, anunciou o clube na noite de segunda-feira.

O ex-jogador do Milan tentará reencontrar nos gramados do país a forma que fez dele o melhor do mundo no meio dos anos 2000, e assim conquistar um espaço na seleção brasileira que vai jogar a Copa do Mundo de 2014 no país.

O acerto entre o meia-atacante de 30 anos e o Flamengo já era esperado, depois que o vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, afirmou no fim de semana no Rio de Janeiro que Ronaldinho tinha 99,99 por cento de chances de trocar o time italiano pela equipe carioca.

"Ronaldo de Assis Moreira, ou apenas Ronaldinho Gaúcho, vestirá a camisa do Flamengo", disse o Flamengo em comunicado no seu site oficial (www.flamengo.com.br), que exibiu uma foto do jogador já vestido com a camisa do clube.

"Depois de acerto entre as diretorias rubro-negras (Flamengo e Milan), a contratação do jogador, até 2014, foi definida na noite desta segunda-feira."

A volta de Ronaldinho ao futebol brasileiro, de onde saiu em 2001 do Grêmio para defender o Paris St. Germain, foi um desejo do próprio jogador, que tentará recuperar seu melhor futebol após ter passado os últimos meses no banco de reservas do Milan.

Campeão do mundo em 2002 com a seleção brasileira e também presente ao Mundial de 2006, ele acabou de fora da equipe que disputou a Copa do Mundo da África do Sul em 2010 devido à queda de rendimento em seu clube.

Atendendo a um pedido do brasileiro, o Milan aceitou negociá-lo com clubes do Brasil antes do encerramento de seu contrato, que tinha duração até junho.

Grêmio e Palmeiras foram os primeiros a negociar com o craque, mas saíram da disputa após uma série de desentendimentos sobre valores com o irmão e agente do jogador, Roberto Assis. O caminho então ficou aberto para o Flamengo, que já era o clube preferido por Galliani para negociar Ronaldinho -- uma vez que os dois times são rubro-negros.   Continuação...

 
<p>Ronaldinho Ga&uacute;cho fala a jornalistas no hotel Copacabana Palace, Rio de Janeiro, 6 de janeiro de 2011. REUTERS/Bruno Domingos</p>