Venus sofre, e rivais "passeiam" na Austrália

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011 08:59 BRST
 

Por Nick Mulvenney

MELBOURNE (Reuters) - Venus Williams sofreu para passar à terceira rodada do Aberto da Austrália, na quarta-feira, ao contrário de suas rivais Caroline Wozniacki e Justine Henin, num torneio até agora sem grandes zebras.

Williams, que não jogava desde o Aberto dos EUA no ano passado, aparentemente sentiu dores na virilha, mas mesmo assim conseguiu passar por Sandra Zahlavova, número 97 do mundo, por 6-7, 6-0 e 6-4.

A partida demorou mais de três horas. Venus, ganhadora de sete Grand Slams, pediu um tempo médico após perder o primeiro set, e depois rangeu os dentes e precisou usar toda a sua experiência para virar o placar.

"Foi realmente duro, mas estou... muito longe de casa e não queria ir embora ainda", disse a norte-americana, única representante da família nesse torneio, já que a campeã de 2010, Serena Williams, está machucada.

Já Wozniacki, principal cabeça-de-chave do torneio, precisou de apenas 58 minutos para derrotar a norte-americana Vania King, por 6-1 e 6-0. Embora seja a número 1 do ranking, ela ainda não venceu nenhum Grand Slam.

Na terceira rodada, ela poderá vingar a derrota da semana passada em Sydney, contra Dominika Cibulova, que venceu a italiana Alberta Brianti por 6-1, 4-6 e 6-2. Confiança não lhe falta.

"Definitivamente senti que estava jogando um bom tênis hoje", disse a dinamarquesa. "Acredito que eu seja uma jogadora realmente boa, posso derrotar qualquer uma num bom dia."

Momentos depois do jogo de Wozniacki, Henin já estava apertando a mão do árbitro na Rod Laver Arena, após derrotar a britânica Elena Baltacha por 6-1 e 6-3. Colocada apenas como 11a cabeça-de-chave, ela ainda sentia uma lesão de cotovelo, que a manteve afastada das quadras por seis meses em 2010, e disse que o frio a prejudicou.   Continuação...

 
<p>Venus Williams comemora match point contra Sandra Zahlavova durante jogo do Aberto da Austr&aacute;lia, em Melbourne. Williams, que n&atilde;o jogava desde o Aberto dos EUA no ano passado, aparentemente sentiu dores na virilha, mas mesmo assim conseguiu derrotar a tcheca por 6-7, 6-0 e 6-4. 09/02/2011 REUTERS/David Gray</p>