Murray avança na Austrália; Clijsters enfrentará Zvonareva

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011 09:48 BRST
 

Por Nick Mulvenney

MELBOURNE (Reuters) - O britânico Andy Murray chegou à semifinal do Aberto da Austrália pelo segundo ano consecutivo, após uma vitória apertada sobre o ucraniano Alexandr Dolgopolov (7-5, 6-3, 6-7 e 6-3), na quarta-feira. O próximo adversário dele será o espanhol David Ferrer, que superou um lesionado Rafael Nadal nesta quarta.

Murray, derrotado na final de Melbourne no ano passado, confirmou sua boa forma ao longo dos dois primeiros sets. No terceiro, chegou a quebrar o serviço do seu rival, estreante no Melbourne Park, mas cometeu vários erros e cedeu ao saque potente e aos golpes heterodoxos de Dolgopolov. O set então foi para o tie-break, e o ucraninano venceu, em pouco mais de uma hora.

No quarto set, apesar da torcida da plateia por uma zebra, Dolgopolov não conseguiu manter o ritmo, e Murray o liquidou em apenas 32 minutos, mantendo vivas as esperanças britânicas de ter um campeão masculino de Grand Slam, após uma espera de 75 anos.

Murray admitiu que o jogo foi duro e que ele teve de correr muito. Mas disse ter "jogado bem". "Não diria que estive necessariamente em apuros em nenhum momento. Estive à frente na maioria dos sets. Mas acho que lidei bem com o jogo dele. Só foi difícil pegar um ritmo."

Na chave feminina, Kim Clijsters bateu Agnieszka Radwanska (6-3, 7-6) e fará uma das semifinais contra a russa Vera Zvonareva, que derrotou Petra Kvitova (6-2, 6-4).

Com a ausência de Serena Williams, campeã de 2010, que está machucada, Clijsters se torna a favorita do torneio.

Na quarta-feira, a belga de 27 anos precisou de menos de meia hora para vencer o primeiro set, e no segundo chegou a abrir 4-2, mas então cometeu vários erros não forçados e permitiu que Radwanska voltasse ao jogo.

A tricampeã do Aberto dos EUA provavelmente terá de progredir para passar na semifinal por Zvonareva, cuja vitória sobre Kvitova foi perturbada pelas celebrações do Dia da Austrália, quando uma salva de 21 tiros de canhão ecoou sobre Melbourne.

 
<p>Andy Murray durante jogo contra Alexandr Dolgopolov nas quartas de final do Aberto da Austr&aacute;lia.O brit&acirc;nico chegou &agrave; semifinal pelo segundo ano consecutivo, ap&oacute;s uma vit&oacute;ria apertada sobre o ucraniano na quarta-feira. 26/01/2011 REUTERS/Petar Kujundzic</p>