February 13, 2011 / 1:37 PM / 6 years ago

Novo dono do Racing quer clube no nível de Barça e Real

4 Min, DE LEITURA

<p>Novo dono da Racing, Ahsan Ali Syed, durante entrevista com a Reuters em Santander. 12/02/2011Felix Ordonez</p>

SANTANDER, Espanha (Reuters) - O indiano Ahsan Syed Ali, novo dono do Racing Santander, acredita que o clube pode um dia competir com os gigantes espanhóis Barcelona e Real Madrid e afirmou estar pronto para investir o que for preciso para devolver o clube às competições europeias.

Ahsan Syed Ali, fundador e presidente da companhia de investimentos Western Gulf Advisory e que se tornou acionista majoritário do Racing no final do mês passado, disse à Reuters que a compra do clube foi "um sonho que se tornou realidade" e insistiu que há espaço para uma terceira força em Espanha.

"Quando o campeonato espanhol é visto em todo o mundo atualmente, as duas primeiras equipes que vêm à mente são Real Madrid e Barcelona", disse Syed Ali em entrevista realizada na sua suíte de um hotel de luxo em Santander, costa norte da Espanha.

"Como eu já disse em público, vou dar tudo o que for possível para ver o Racing crescer no mundo do futebol", acrescentou ele. "Estou certo de que há um lugar para uma terceira força. É só provar seu talento nos 90 minutos em campo. Quem joga melhor vence."

"Existe um grande potencial para o Racing ser tão competitivo quanto as belas equipes do Barça e do Real, que sempre jogam um grande futebol."

Syed Ali falhou na tentativa de comprar o clube inglês Blackburn Rovers em 2010 e voltou sua atenção para a Espanha, onde se tornou o mais recente investidor estrangeiro após a compra do Malaga por um membro da família real do Qatar no ano passado.

O Racing, cujo mais famoso torcedor é o golfista espanhol Seve Ballesteros, está frequentemente envolvido na luta contra o rebaixamento, embora tenha terminado em 6o lugar em 2008 e se classificado para a Taça da UEFA (atual Liga Europa).

Um Crescimento Constante

A aquisição por Syed Ali de um clube sem dinheiro, que ele afirmou estar "lutando" financeiramente, mas "não completamente doente", foi concluída dois dias antes do final da janela de transferências de janeiro.

Isso o deixou com pouco tempo para reforçar o plantel, e ele disse que iria colocar as coisas no lugar quando a janela reabrir no final da temporada.

"Quando tivermos mais tempo no verão, com certeza iremos contratar novos talentos", acrescentou. "Isso não significa necessariamente que se você for muito agressivo, com muito dinheiro fluindo para o clube, o clube vai fazer maravilhas, não é o caso."

"Mas eu particularmente sinto que quero fazer o clube crescer devagar, devagarinho, mas com força, para que ele possa sustentar uma boa posição por um longo tempo."

Syed Ali também afirmou que não havia nenhum montante específico reservado para a contratação de jogadores.

"Eu gosto de um monte de jogadores, mas possivelmente não conseguirei trazer todos eles", disse.

Depois de falar com a Reuters, no sábado, Syed Ali foi levado para o estádio Sardinero, onde a televisão o mostrou comemorando efusivamente os gols da equipe na emocionante vitória por 3 x 2 sobre o Sevilla.

O resultado levou o Racing ao 12o lugar, mas o time permanece apenas quatro pontos acima da zona de rebaixamento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below