Kvitova bate Clijsters e conquista Aberto de Paris

domingo, 13 de fevereiro de 2011 14:28 BRST
 

PARIS (Reuters) - A nova número um do mundo Kim Clijsters se recusou a culpar uma pequena lesão no pescoço pela derrota por 6-4 e 6-3 para a tcheca Petra Kvitova na final do Aberto de Paris no domingo.

Clijsters, que manteve seu título no Aberto da EUA em setembro, conquistou o Aberto da Austrália no mês passado e ajudou a Bélgica a atingir as semifinais da Fed Cup, garantiu seu lugar como número um ao atingir as semifinais no Stade de Coubertin.

No entanto, sua série de vitórias foi interrompida por Kvitova, que levou o terceiro título de sua carreira graças ao seu domínio absoluto na quadra rápida.

"É bom vencer Kim hoje porque ela é a número um do mundo, eu acho que é a minha maior conquista", disse Kvitova, 20 anos, em entrevista ao lado da quadra.

"Não é lógico, pois perdi meus dois últimos jogos contra Kim. Então eu estou feliz por ter vencido hoje."

Clijsters, que enfrentou dificuldades nas rodadas anteriores do torneio agora dirigido pela francesa Amelie Mauresmo, ex-número 1 do mundo, não teve resposta a dar para o número 18 do mundo.

"Eu não estou surpresa. Eu sei que ela pode jogar assim", disse Clijsters. "Eu tive um pequeno problema no pescoço, mas não é uma desculpa. Ela mereceu a vitória."

Como os dirigentes do tênis francês decidiram que o Aberto da França acontecerá em um renovado Roland Garros, Kvitova estava intencionada a derrubar o status quo.

Ela quebrou o serviço de Clijsters no primeiro game, graças a um lance de sorte, e a belga quebrou de volta logo em seguida com um backhand excelente.   Continuação...

 
<p>Petra Kvitova (esq) ao lado de Kim Clijsters ap&oacute;s vencer o Aberto de Paris, no est&aacute;dio de Coubertin, em Paris. A nova n&uacute;mero um do mundo se recusou a culpar uma pequena les&atilde;o no pesco&ccedil;o pela derrota por 6-4 e 6-3 para a tcheca na final do Aberto de Paris no domingo. 13/02/2011 REUTERS/Benoit Tessier</p>