No adeus, Ronaldo chora pelo Corinthians e destaca Copa-2002

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011 17:51 BRST
 

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - A carreira de Ronaldo está encerrada. Aos 34 anos, o maior artilheiro de Copas do Mundo confirmou nesta segunda-feira, às lágrimas, sua aposentadoria dos gramados, pondo fim a uma das histórias mais vitoriosas do futebol.

Os 18 anos como jogador profissional foram marcados por conquistas, lesões e voltas por cima, e foram justamente as dores no corpo que o levaram a antecipar o fim da carreira, que estava marcado para o final de 2011.

"Essa carreira foi linda, maravilhosa, emocionante, com muitas derrotas, infinitas vitórias", disse o jogador em entrevista coletiva no centro de treinamento do Corinthians, ao lado dos dois filhos mais velhos Ronald e Alex, vestidos com a camisa do Corinthians, e do presidente do clube, Andrés Sanchez.

"Estou antecipando o fim da minha carreira por alguns motivos importantes. Todos sabem aqui do meu histórico de lesões... e essas dores me fizeram antecipar o fim da minha carreira", acrescentou.

Ronaldo agradeceu a companheiros, treinadores, patrocinadores, familiares, críticos e clubes pelos quais passou: São Cristóvão, Cruzeiro, PSV, Barcelona, Inter de Milão, Real Madrid, Milan e Corinthians.

Quando falou do time paulista, foi às lágrimas. O atacante pediu desculpas por não ter conseguido realizar o sonho de conquistar a Copa Libertadores, disse que vai continuar indo aos estádios para torcer pelo clube e que será uma espécie de "embaixador institucional" da equipe.

"A história aqui foi linda... Nunca vi uma torcida tão apaixonada, tão entregue a um time, e em alguns momentos essa cobrança por resultados faz da torcida um pouco agressiva," disse ele, negando que a pressão após a saída da Copa Libertadores diante do Tolima tenha influenciado em sua decisão.

Em uma concorrida entrevista, Ronaldo disse que os dois principais momentos da carreira foram a conquista da Copa do Mundo com a seleção brasileira em 2002 e o fato de ter jogado no Corinthians. E os dois piores foram duas lesões gravíssimas no joelho.   Continuação...

 
<p>Ronaldo, que confirmou sua aposentadoria, concede entrevista coletiva no centro de treinamento do Corinthians. 14/02/2010 REUTERS/Nacho Doce</p>