February 25, 2011 / 11:10 PM / 6 years ago

Dilma quer abertura da Copa de 2014 em São Paulo, diz ministro

3 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff reuniu-se com o governador de São Paulo e o prefeito da capital, nesta sexta-feira, e manifestou desejo de que a abertura da Copa do Mundo de 2014 seja disputada no estádio a ser construído pelo Corinthians.

O ministro do Esporte, Orlando Silva, disse que o encontro teve como objetivo discutir medidas práticas para garantir o estádio em São Paulo com capacidade para 65 mil pessoas.

"A presidente Dilma convidou o governador e o prefeito de São Paulo para esta reunião porque a percepção que ela tem é que São Paulo é a cidade que deve fazer a abertura da Copa do Mundo de 2014 pela infraestrutura, pela rede hoteleira e pela qualidade dos serviços", disse Orlando Silva a jornalistas.

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) confirmou que a abertura do Mundial no Brasil acontecerá na capital paulista e que as obras devem começar em abril.

"Nós podemos afirmar hoje que inquestionavelmente nós teremos em São Paulo a abertura da Copa do Mundo, em Itaquera, no estádio do Corinthians", declarou.

Ele acrescentou que existe uma pendência com o Ministério Público sobre o terreno onde o estádio será erguido, em Itaquera, mas que nas próximas semanas um pacto deverá ser assinado entre o órgão, o Corinthians e a prefeitura.

Em novembro, o governo de São Paulo e o comitê organizador do Mundial anunciaram o futuro estádio do Corinthians como o escolhido para receber a abertura da Copa. Porém, o projeto inicial do estádio do Corinthians tinha capacidade de 48 mil, e a Fifa exige 65 mil lugares para o jogo de abertura.

O valor necessário para a ampliação da arena ainda não foi divulgado nem detalhado como será este financiamento. No entanto, o empréstimo de 400 milhões de reais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) "está caminhando bem", segundo o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Alckmin acrescentou que o governo do Estado fará as obras do sistema viário, englobando trem e metrô.

O estádio paulista para o Mundial é uma das maiores preocupações dos organizadores. O Morumbi, primeira escolha paulista, foi descartado pela Fifa depois que o São Paulo Futebol Clube, proprietário do estádio, não apresentou as garantias financeiras para as reformas necessárias para a Copa.

No final de agosto, após reunião entre autoridades paulistas e o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do comitê organizador, Ricardo Teixeira, foi definido que o futuro estádio do Corinthians seria a sede dos jogos na maior cidade do país.

Reportagem de Carmen Munari

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below