Mourinho reclama do calendário após empate com La Coruña

domingo, 27 de fevereiro de 2011 12:27 BRT
 

MADRI (Reuters) - José Mourinho criticou as autoridades do futebol espanhol após o embate em 0 x 0 com o Deportivo La Coruña no sábado, afirmando que os jogadores do Real Madrid não tiveram descanso suficiente após a partida de terça-feira pela Liga dos Campeões.

Os pontos deixados pelo Real Madrid no estádio Riazor em La Coruña permitiram ao Barcelona aumentar sua vantagem na liderança do Campeonato Espanhol para sete pontos em 25 jogos disputados após os atuais campeões vencerem mais cedo o Real Mallorca por 3 x 0.

Mourinho, cujo time empatou em 1 x 1 na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões com o Olympique Lyon na terça-feira, disse em entrevista coletiva que teria sido mais fácil para o Real se o time tivesse jogado com o La Coruña no domingo.

"Eu não sei o que poderia ter acontecido se jogássemos no domingo mas seria mais justo", disse o português.

"Poderíamos dar um dia a mais de folga para os times que estão mais cansados, nós poderíamos ter treinado um dia a mais", acrescentou.

"O calendário é ajustado por pessoas que sabem o que estão fazendo. Eles fazem o que querem e têm a responsabilidade."

O Real, que acertou a trave duas vezes no início do jogo, encara uma dura tarefa para alcançar o Barcelona e acabar com a hegemonia dos rivais, que reinam há dois anos como campeões espanhóis.

De qualquer maneira, o diretor-geral do Real, Jorge Valdano, disse ser um absurdo desistir do título com 13 rodadas pela frente e 39 pontos em disputa.

"Ninguém desiste do campeonato em fevereiro, então continuamos na luta e esperamos ter um pouco mais de sorte nas próximas partidas", disse o ex-jogador da seleção argentina em uma entrevista à televisão.