Blatter adverte políticos: abertura da Copa será esportiva

quinta-feira, 3 de março de 2011 14:55 BRT
 

Por Brian Homewood

ZURIQUE (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, repreendeu políticos brasileiros na quinta-feira, após eles terem declarado na semana passada que o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014 será em São Paulo.

Blatter disse que autoridades esportivas é que vão decidir e questionou se as arenas de São Paulo ou do Rio de Janeiro estarão prontas para a Copa das Confederações de 2013, considerada um ensaio para o Mundial.

"Acabamos de ter a primeira reunião do comitê organizador e não foi decidido onde a partida de abertura será disputada", afirmou Blatter aos repórteres.

"Não temos estádio pronto, nem em São Paulo, nem no Rio de Janeiro, e talvez não estejam prontos para a Copa das Confederações em 2013."

"Então vamos esperar e ver, mas a decisão sobre... estádio é uma decisão esportiva e não uma decisão política", acrescentou.

Na última sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff reuniu-se com o governador de São Paulo e o prefeito da capital, e manifestou desejo de que a abertura da Copa de 2014 seja disputada no estádio a ser construído pelo Corinthians, segundo o ministro do Esporte, Orlando Silva.

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) disse naquele dia que "inquestionavelmente nós teremos em São Paulo a abertura da Copa do Mundo".

A prefeitura de São Paulo afirmou, depois de conhecer as declarações de Blatter, que permanece com a meta de sediar a abertura da Copa.   Continuação...

 
<p>O presidente da FIFA Joseph Sepp Blatter durante abertura do Fundo de Legado da Copa do Mundo da FIFA 2010 em Johannesburgo. Blatter repreendeu, nesta quinta-feira, pol&iacute;ticos brasileiros ap&oacute;s terem declarado que a abertura da Copa do Mundo ser&aacute; em S&atilde;o Paulo. 12/12/2010. REUTERS/Siphiwe Sibeko</p>