Mano busca experiência e espera contar com Ronaldinho e Kaká

quinta-feira, 3 de março de 2011 16:02 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Depois de duas derrotas em amistosos contra Argentina e França, o técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, resgatou os experientes Maicon, Lúcio, Elano e Nilmar, que participaram da Copa do Mundo da África do Sul.

Estes jogadores se juntam a Ramires, Julio Cesar, Daniel Alves, Luisão e Thiago Silva, que também participaram da campanha fracassada do Brasil no Mundial do ano passado.

O treinador, que não descarta também as voltas de Ronaldinho Gaúcho e Kaká, já tinha conversado com Lúcio e Maicon em uma visita à Inter de Milão em 2010 para saber do interesse deles em voltar à seleção nacional.

"Foi uma convocação que vem seguindo o critério que adotamos. Falamos lá atrás da relação, da proximidade com os jogadores que jogaram a Copa. Já tinha tido a conversa com eles lá atrás e agora confirmamos essa condição... naturalmente eles iam voltar dentro da produção e trajetória que estão tendo", disse o treinador, que também vinha observando de perto o meia Elano, que voltou ao Brasil para defender o Santos.

"Ele está de volta e vinha sendo utilizado pelo seu treinador de maneira diferente, mais centralizado no meio-de-campo, mas já voltou a jogar no lado de campo onde penso que ele pode render mais", avaliou Mano Menezes em entrevista coletiva após anunciar os convocados para o amistoso do dia 27 contra a Escócia, em Londres.

Os dois atletas da Inter eram titulares absolutos na seleção do técnico Dunga enquanto Elano alternava entre o banco e o time principal. Na derrota para a Holanda, nas quartas de final, o meia ficou de fora devido a uma contusão no tornozelo.

O treinador disse que respeita a história dos atletas que estiveram na seleção antes da sua chegada, mas não confirmou que o zagueiro Lúcio voltará a ser o capitão do Brasil, como ocorreu na era Dunga.

"Não pensei nisso ainda... mas o capitão tem que ser um jogador que inspire confiança e capacidade de liderar", ressaltou o treinador, que deixou de fora da lista para o amistoso o atacante Robinho, do Milan.   Continuação...

 
<p>O t&eacute;cnico Mano Menezes sorri durante coletiva de imprensa no Rio de Janeiro. 03/03/2011 REUTERS/Sergio Moraes</p>