3 de Março de 2011 / às 19:05 / 7 anos atrás

Mano busca experiência e espera contar com Ronaldinho e Kaká

<p>O t&eacute;cnico Mano Menezes sorri durante coletiva de imprensa no Rio de Janeiro. 03/03/2011 REUTERS/Sergio Moraes</p>

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Depois de duas derrotas em amistosos contra Argentina e França, o técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, resgatou os experientes Maicon, Lúcio, Elano e Nilmar, que participaram da Copa do Mundo da África do Sul.

Estes jogadores se juntam a Ramires, Julio Cesar, Daniel Alves, Luisão e Thiago Silva, que também participaram da campanha fracassada do Brasil no Mundial do ano passado.

O treinador, que não descarta também as voltas de Ronaldinho Gaúcho e Kaká, já tinha conversado com Lúcio e Maicon em uma visita à Inter de Milão em 2010 para saber do interesse deles em voltar à seleção nacional.

“Foi uma convocação que vem seguindo o critério que adotamos. Falamos lá atrás da relação, da proximidade com os jogadores que jogaram a Copa. Já tinha tido a conversa com eles lá atrás e agora confirmamos essa condição... naturalmente eles iam voltar dentro da produção e trajetória que estão tendo”, disse o treinador, que também vinha observando de perto o meia Elano, que voltou ao Brasil para defender o Santos.

“Ele está de volta e vinha sendo utilizado pelo seu treinador de maneira diferente, mais centralizado no meio-de-campo, mas já voltou a jogar no lado de campo onde penso que ele pode render mais”, avaliou Mano Menezes em entrevista coletiva após anunciar os convocados para o amistoso do dia 27 contra a Escócia, em Londres.

Os dois atletas da Inter eram titulares absolutos na seleção do técnico Dunga enquanto Elano alternava entre o banco e o time principal. Na derrota para a Holanda, nas quartas de final, o meia ficou de fora devido a uma contusão no tornozelo.

O treinador disse que respeita a história dos atletas que estiveram na seleção antes da sua chegada, mas não confirmou que o zagueiro Lúcio voltará a ser o capitão do Brasil, como ocorreu na era Dunga.

“Não pensei nisso ainda... mas o capitão tem que ser um jogador que inspire confiança e capacidade de liderar”, ressaltou o treinador, que deixou de fora da lista para o amistoso o atacante Robinho, do Milan.

Mano Menezes disse que decidiu esta semana que iria poupar o atacante, mas deixou claro que conta com ele nos próximos amistosos e na Copa América, na Argentina, em julho.

“Ele está precisando descansar. Vem jogando muito no italiano e Champions League. Em determinado momento é preciso dar uma tirada, mas conto com ele na Copa América”, admitiu.

O treinador afirmou que não se sente pressionado por uma vitória sobre a Escócia em função das derrotas para França e Argentina, ambas por 1 x 0, nos dois últimos jogos da seleção.

“Temos que trabalhar sempre para vencer. Vejo o jogo com a Escócia da mesma maneira que vimos todos. Entendo que o objetivo é a formação de um grupo, mas resultados fazem parte de uma formação e não vamos abrir mão disso”, declarou o técnico brasileiro.

RONALDINHO E KAKÁ

Mano Menezes mantém a estratégia de fazer experiências na seleção visando a Copa América, a Olimpíada de Londres-2012 e o Mundial de 2014.

O treinador chamou pela primeira vez os meias Henrique, do Cruzeiro, e Lucas, do São Paulo, este último campeão sul-americano sub-20, no Peru, em fevereiro.

Mano vai continuar observando também os jogadores Jádson e Renato Augusto, que estiveram no grupo que perdeu para a França no mês passado.

As escolhas são consideradas pelo treinador apostas e alternativas para vagas que poderiam ser de atletas mais experientes e renomados, como Kaká e Ronaldinho Gaúcho.

Mano Menezes revelou que conta com os dois no futuro, mas ressalta que os craques precisam resgatar o futebol que os consagrou internacionalmente.

“O Ronaldinho Gaúcho vem evoluindo gradativamente e, se continuar assim, vai naturalmente fazer parte da seleção”, disse o treinador sobre o jogador do Flamengo.

“Tenho expectativa de contar com eles, mas é preciso ficar claro que preciso encontrar alternativas confiáveis caso essa expectativa não se confirme no futuro. Não posso ficar esperando uma determinada situação que pode não acontecer.”

O Brasil se apresenta no dia 23 e treina em Londres nos dias 24, 25 e 26, segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below