12 de Março de 2011 / às 18:16 / em 7 anos

Jankovic e Clijsters vencem com facilidade em Indian Wells

Por Mark Lamport-Stokes

INDIAN WELLS, Califórnia (Reuters) - A defensora do título Jelena Jankovic e a belga número dois do mundo Kim Clijsters ignoraram solenemente suas adversárias na terceira rodada do torneio de Indian Wells na sexta-feira.

A sérvia Jankovic se lançou na defesa do troféu com uma vitória esmagadora de 6-2 e 6-1 sobre a adolescente norte-americana Coco Vandeweghe, enquanto Clijsters demoliu a russa Russian Alla Kudryavtseva em parciais de 6-2 e 6-0.

No primeiro set Jankovic quebrou duas vezes o serviço de Vandeweghe, que errava muito, e três vezes no set seguinte, um início triunfante como sexta cabeça de chave na disputa da elite do tênis.

A sérvia de 26 anos, que bateu a dinamarquesa Caroline Wozniacki na final do ano passado, selou seu êxito com o segundo match point da partida quando a novata mandou uma bola na rede.

“Foi um jogo sem muito ritmo,” disse Jankovic aos repórteres. “Ela cometeu muito erros... e os pontos foram muito curtos. Não tive chance de bater muitas bolas, porque esse é o estilo de jogo dela. Ela vai para decidir o ponto, tenta resolver no saque.”

“Tudo que precisei fazer foi colocar a bola em jogo e esperar minhas chances. Fiz o que tinha que fazer, e estou feliz de ir para a próxima rodada.”

Número seis do ranking, Jankovic enfrentará a 32 cabeça de chave alemã Julia Georges ou a austríaca Sybille Bammer.

SÓLIDA COMO UMA ROCHA

Vandeweghe, que estreou esta semana em Indian Wells, lutou para extrair o máximo de seu tênis forte mas errático contra Jankovic, sólida como uma rocha.

“Com certeza estou acostumada a obter mais pontos com meu saque,” declarou a tenista de 19 anos. “Algumas das bolas que ela me devolvia me faziam pensar: ‘Ah, lá vem um winner’. Mas ela é uma das 10 melhores do ranking. É o que quero ser, então tenho que estar preparada para disputar esses pontos com mais qualidade de jogo.”

Clijsters, campeã do torneio em 2003 e 2005, só precisou de 52 minutos para tirar Kudryavtseva, de 23 anos, do caminho.

“Tudo poderia ter sido melhor, claro,” disse a vencedora de quatro grand slams. “Mas não jogava há algum tempo, e meus últimos torneios foram em quadras cobertas.”

Clijsters, que conquistou o Aberto da Austrália em janeiro, não jogava há quase um mês, quando perdeu a final do Aberto de Paris para a tcheca Petra Kvitova.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below