Dirigente do Catar lança candidatura à presidência da Fifa

sexta-feira, 18 de março de 2011 17:49 BRT
 

Por Patrick Johnston

KUALA LUMPUR (Reuters) - O presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), Mohamed Bin Hammam, lançou nesta sexta-feira sua candidatura à presidência da Fifa, prometendo um mandato com ênfase na transparência e na tecnologia.

Há várias semanas especulava-se sobre a candidatura do cartola do Catar, de 61 anos, para o lugar hoje ocupado pelo suíço Joseph Blatter.

"Após uma cuidadosa consideração (...) decidi participar das eleições à presidência da Fifa no congresso da entidade em 1o de junho", disse Bin Hammam na sede da AFC, em Kuala Lumpur.

"Minhas chances, eu diria, são de 50-50 (por cento). Joseph Blatter é uma pessoa com muita experiência e já deu uma contribuição significativa para o desenvolvimento do futebol. O mundo o conhece muito bem", afirmou.

Blatter, de 75 anos, busca seu quarto mandato como presidente da Fifa.

"Sempre há um limite de tempo para tudo, e agora é o momento de caras novas, sangue novo, também ar fresco. Esta é a minha mensagem, e espero que os votantes considerem essas coisas", acrescentou o dirigente asiático.

Se eleito, Bin Hammam será o nono presidente da Fifa, e o primeiro asiático. Ele disse esperar ter o apoio das federações do seu continente e de outros lugares.

Bin Hammam defendeu a adoção da tecnologia da linha do gol, um debate que a Fifa por enquanto prefere adiar, e se disse favorável também à colocação de dois auxiliares de arbitragem atrás dos gols, "na forma proposta pelo presidente da Uefa (entidade europeia do futebol), Michel Platini".

 
<p>O presidente da Confedera&ccedil;&atilde;o Asi&aacute;tica de Futebol (AFC), Mohamed Bin Hammam, lan&ccedil;ou nesta sexta-feira sua candidatura &agrave; presid&ecirc;ncia da Fifa, prometendo um mandato com &ecirc;nfase na transpar&ecirc;ncia e na tecnologia. REUTERS/Bazuki Muhammad</p>